Independiente del Valle bate o Deportivo Táchira e sai na frente nas quartas da Sul-Americana

São Paulo, SP

02/08/22 | 23:32 - 02/08/22 | 23:36

Pelo confronto de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana, o Deportivo Táchira-VEN recebeu o Independiente del Valle-EQU, no Estádio Polideportivo de Pueblo Nuevo, em San Cristóbal, na Venezuela, e perdeu por 1 a 0. O gol decisivo da noite desta segunda-feira foi marcado por Marco Angulo, no início do jogo.


Assim, o clube equatoriano larga na frente na disputa pela vaga nas semifinais da competição - na qual enfrenta o vencedor do duelo entre Internacional e Melgar-PER. Agora, tem a vantagem do empate para garantir a classificação. Em caso de derrota por um gol de diferença, independentemente do placar, a decisão irá para a disputa de pênaltis.

Portanto, a partida de volta acontece na próxima terça-feira (9), às 21h30 (de Brasília), no Estádio Rodrigo Paz Delgado, em Quito, no Equador. Antes disso, entretanto, ambas as equipes entram em campo pelos respectivos campeonatos nacionais, no fim de semana.

O duelo entre Deportivo Táchira e Independiente del Valle

Logo no início do jogo, aos três minutos, os equatorianos abriram o marcador. Após troca de passes, Jhoanner Chavez recebeu na esquerda e cruzou rasteiro para Marco Angulo, que bateu em cima do goleiro, mas não desperdiçou o rebote e fez o 1 a 0, na Venezuela.

Na volta do intervalo, enquanto o Independiente del Valle mantinha a postura para segurar a vantagem, o Deportivo Táchira mudou a postura e se atirou ao ataque. Assim, quase empatou aos 12 minutos da etapa complementar, com Jean Gutiérrez. Após cobrança de escanteio, o zagueiro saltou mais que todo mundo e cabeceou. No entanto, acertou a trave do gol adversário.

Contudo, a estratégia proposta pelos equatorianos foi dificultada aos 13 minutos do segundo tempo. Isso porque Ayoví foi disputar a bola com o goleiro Cristopher Varela e acabou cometendo uma falta dura. O jogador então recebeu o segundo amarelo e foi expulso de campo.

Portanto, com a vantagem numérica, os donos da casa tomaram conta das ações ofensivas da partida em busca do gol de empate, que até saiu aos 46 minutos, com  cabeçada de Azmahar Ariano. Entretanto, com o auxílio do VAR, o árbitro brasileiro Wilton Pereira Sampaio marcou impedimento do zagueiro venezuelano e anulou o tento.

Deixe seu comentário