Calleri perde pênalti, mas São Paulo vence Ceará pelas quartas da Sul-Americana

Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

03/08/22 | 21:10

O São Paulo saiu na frente do Ceará nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Recebendo o Vozão nesta quarta-feira, no Morumbi, pelo jogo de ida, o Tricolor teve dificuldades para chegar ao gol adversário, sobretudo no primeiro tempo, mas conseguiu balançar as redes com Nikão para sair de campo com a importante vitória por 1 a 0.

O triunfo só não foi mais elástico porque Calleri desperdiçou um pênalti já na reta final do segundo tempo. O atacante argentino foi atingido no rosto por Victor Luis em uma disputa de bola e, após revisão do VAR, o árbitro marcou a penalidade, mas o goleiro João Ricardo defendeu o chute do argentino.

São Paulo e Ceará voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), na Arena Castelão. O Tricolor terá a vantagem de jogar pelo empate para garantir a classificação à semifinal da Copa Sul-Americana.


O jogo

O São Paulo teve bastante dificuldade para encontrar espaços na defesa do Ceará no primeiro tempo e, quando conseguia achar uma brecha, pecava na conclusão das jogadas. O jeito foi apostar no jogo aéreo, mas a zaga do Vozão venceu a maioria dos duelos pelo alto, neutralizando Calleri, a principal ameaça tricolor.

O Ceará foi quem chegou com perigo primeiro, aos 29 minutos. Nino Paraíba recebeu em profundidade pela direita, contou com a falha de Léo ao tentar proteger a bola e, na linha de fundo, dentro da área, bateu direto para o gol, surpreendendo Felipe Alves e carimbando a trave.

Mais tarde foi a vez de Miranda recuar para Felipe Alves, mas errar na força do passe, fazendo o goleiro são-paulino se esticar todo para evitar que Mendoza completasse para o fundo das redes. Defesa providencial.

O São Paulo, por sua vez, só foi assustar os visitantes nos acréscimos. Após cobrança de escanteio, Miranda desviou de cabeça, Igor Gomes, também de cabeça, ajeitou, e Léo, dentro da pequena área, bateu de primeira, mas viu o goleiro João Ricardo fazer a defesa à queima-roupa para manter o 0 a 0 no placar.

Segundo tempo

O segundo tempo teve muito mais emoções em comparação com a etapa inicial. Logo no primeiro minuto o Tricolor quase abriu o placar com Igor Gomes, que recebeu dentro da área, dominou e bateu cruzado, mas Victor Luis apareceu no meio do caminho para bloquear o chute. No rebote, Nestor também tentou finalizar para o gol, mas novamente a defesa do Ceará conseguiu impedir que a bola chegasse à meta de João Ricardo.

Um pouco depois foi a vez de Luciano receber de costas para o gol, na entrada da área, e girar batendo, no cantinho, exigindo boa defesa do goleiro do Ceará, que espalmou para escanteio. Os visitantes só foram responder aos 15 minutos, quando Léo errou um passe para Gabriel Neves, originando o contra-ataque. Vina desceu pela direita e cruzou rasteiro para Mendoza, que tentou completar de carrinho e por pouco não abriu o placar para o Vozão.

Tentando evitar o empate no primeiro jogo das quartas de final, o técnico Rogério Ceni decidiu promover três substituições: Pablo Maia, Nikão e Galoppo entraram nas vagas de Gabriel Neves, Luciano e Igor Gomes. Fato é que minutos depois as escolhas do treinador são-paulino se mostraram acertadas. Aos 24 minutos Igor Vinícius achou Nikão dentro da área. O camisa 10 dominou, ajeitou e bateu forte, sem chances para João Ricardo, abrindo o placar no Morumbi.

Embalado pelo gol, o São Paulo foi ao ataque e minutos depois teve a chance de ouro para ampliar. Welington cruzou, e Calleri, ao subir para cabecear, foi atingido no rosto. Após revisão do VAR, o árbitro marcou pênalti. O próprio Calleri foi para a cobrança, mas o goleiro João Ricardo fez a defesa. Assim, coube ao Tricolor se conformar com a magra vitória por 1 a 0 no Morumbi.

FICHA TÉCNICASÃO PAULO 1 X 0 CEARÁ

Local: estádio do Morumbi, em São PauloData: 3 de agosto de 2022, quarta-feiraHorário: 19h15 (de Brasília)Árbitro: Piero Maza (CHI)Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Rios (CHI)VAR: Jhon Perdomo (COL)

Público: 52.338 torcedores
Renda: R$ 2.953.068,00

Cartões amarelos: Nino Paraíba, Victor Luis (Ceará); Welington, Pablo Maia (São Paulo)
Gol: Nikão, aos 24 do 2ºT (São Paulo)

SÃO PAULO: Felipe Alves; Diego Costa, Miranda e Léo; Igor Vinícius, Gabriel Neves (Pablo Maia), Igor Gomes (Galoppo), Rodrigo Nestor (Colorado) e Welington; Luciano (Nikão) e Calleri (Eder).Técnico: Rogério Ceni.

CEARÁ: João Ricardo; Nino Paraíba, Messias, Luiz Otávio e Victor Luis; Richardson e Richard; Mendoza, Vina e Diego (Fernando Sobral); Iury Castilho (Cléber).Técnico: Marquinhos Santos.

Deixe seu comentário