Futebol/Brasileiro Série B

Wilson marca nos acréscimos e Coxa vence o Guarani

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba , PR
11/06/2019 23:29:39 — 11/06/2019 23:31:31

Em: Brasileiro Série B, Coritiba, Futebol, Guarani, Notícias
Coritiba marcou aos 46 do segundo tempo (Divulgação/CFC)

Com o time bastante modificado por conta de uma série de desfalques, o Coritiba foi a Campinas e conquistou uma vitória heroica diante do Guarani, por 1 a 0, gol do goleiro Wilson, em jogo marcado por mais polêmica da arbitragem na Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Bugre segue na ZR, com apenas cinco pontos, em crise. O Coxa é o nono colocado, com 12 pontos.

Os times começaram a partida se alternando no ataque, buscando explorar as laterais do campo, mas enfrentando marcação forte. Aos cinco minutos, lançamento em profundidade para Davó, que não alcançou a bola. Aos sete minutos, Sávio pegou rebote após cobrança de escanteio e chutou torto, direto pela linha de fundo.

O primeiro chute a gol aconteceu apenas aos 10 minutos, com Lenon que recebeu de Mateusinho e soltou o pé, no meio do gol, facilitando para Wilson. A resposta também veio com um tiro de longe, de Sabino, que aos 13 minutos chutou de fora da área e ganhou escanteio após desvio. Na cobrança, Walisson Maia subiu para testar por cima da meta. Mais Coxa no ataque, aos 19 minutos, desta vez com Sávio, que pegou mais uma sobra de bola para mandar por cima da meta.

Tudo corria bem até que a polêmica entrou em campo, aos 23 minutos. Após o árbitro parar o jogo para atendimento do goleiro Wilson, a bola que estava nos pés do Bugue foi entregue ao Coxa no reinício. Com isso, o atacante Rodrigão recebeu ligação direta da zaga e, com liberdade, tocou na saída do goleiro para abrir o placar. Após cinco minutos de muita reclamação, o árbitro anulou o gol.

Com a bola rolando novamente, aos 31 minutos, Mateusinho mandou uma bomba em cobrança de falta e a bola passou rasando o travessão. Davó tentou resolver sozinho, aos 38 minutos, carregou a bola e, desequilibrado, chutou pra longe do objetivo. Aos 42 minutos, Éder Luís cobrou escanteio e Bruno Lima desviou por cima do gol. Já nos acréscimos, Wilson operou um milagre, parando Davó, que apareceu na cara do gol.

Para a etapa final, o Guarani voltou com Arthur no lugar de Deivid. O Bugre tentava pressionar, mas tinha dificuldade no último passe. Contra-ataque em velocidade para o Coxa, puxado por Juan Alano, que encontrou Rodrigão no meio da defesa. Porém, o passe final do atacante saiu torto, direto para a zaga paulista. Aos oito minutos, Arthur arriscou de fora da área e a bola subiu demais.

As reclamações mudaram de lado, aos 10 minutos, após cabeçada de Rodrigão que bateu no braço do zagueiro antes de chegar ao goleiro. O árbitro mandou seguir. Boa jogada de Armero, aos 18 minutos, com cruzamento na medida para Lenon, que pegou de primeira por cima da meta. Aos 24 minutos, Armero buscou Lenon, mas errou o passe, desperdiçando bom ataque.

Sem entrosamento, o Coritiba mostrava vontade, mas tinha dificuldade para criar, se preocupando primeiramente com a defesa. Aos 32 minutos, levantamento de Arthur e Felipe Amorim subiu para testar para fora. O Bugre tentava uma pressão final, mas também se mostrava desgastado. Aos 40 minutos, Igor Paixão chutou colocado e Giovanni fez linda intervenção. Do outro lado, aos 44 minutos, Bruno Lima derrubou Nathan e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Wilson converteu e garantiu uma vitória suada para o Coxa.

Na próxima rodada, o Guarani enfrenta o CRB, no dia 13 de julho, no Rei Pelé, em Maceió. Já o Coritiba encara o Criciúma, no mesmo dia, no Herberto Hülse.

GUARANI 0 X 1 CORITIBA

Local Estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP)
Data: Terça, 11 de junho de 2019, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Leo Simão Holanda (CE)
Assistentes: Jailson Albano da Silva (CE) e Renan Aguiar da Costa (CE)
Cartões amarelos: Ricardinho, Ferreira e Bruno Lima (Guarani); Walisson Maia, Vitor Carvalho e Fabiano (Coritiba)

Gol
CORITIBA: Wilson, aos 46 minutos do segundo tempo

GUARANI: Giovanni; Lenon, Ferreira, Brunno Lima e Armero; Deivid; Mateusinho, Ricardinho, Igor Henrique (Diego Cardoso) e Éder Luis (Felipe Amorim); Davó.
Técnico: Vinícius Eutrópio

CORITIBA: Wilson; Sávio, Sabino, Walisson Maia e Fabiano; Vitor Carvalho (Thiago Lopes), Matheus Sales e Luizinho; Juan Alano (Igor Paixão), Rodrigão e Lucas Tocantins (Nathan)
Técnico: Umberto Louzer