Futebol/Brasileiro Série B

Coxa perde para o Sampaio Corrêa na estreia pela Série B e já está na ZR

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba , PR
14/04/2018 20:52:05 — 14/04/2018 20:56:42

Em: Brasileiro Série B, Coritiba, Futebol, Notícias, Sampaio Corrêa
Alviverde mostrou que precisa melhorar muito para entrar na briga pelo acesso (Divulgação/CFC)

O Coritiba começou sua caminhada na Série B do Campeonato Brasileiro da pior maneira possível. Derrota por 2 a 0 para o Sampaio Corrêa, no Estádio Castelão, ampliando a crise no Alto da Glória. Com o resultado, a equipe maranhense, com três pontos, ocupa a primeira colocação com os critérios de desempate. O Coxa inicia na zona de rebaixamento, na lanterna, para desespero do torcedor.

O Bolívia chegou a seu primeiro gol na competição, aos 43 minutos do primeiro tempo, com Silva aproveitando chute cruzado de Kaike para desviar para a rede. Aos 37 minutos da etapa final, Uilliam fechou a contagem.

Na próxima rodada, o Coritiba enfrenta o Atlético Goianiense, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba. Já o Sampaio Corrêa encara o Guarani, sexta-feira, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

O jogo – Com estádio vazio, sem torcida, o Bolívia começou a partida com mais ação e logo aos dois minutos chegou com perigo, com Marlon recebendo lançamento e arriscando chute para defesa de Wilson. O Alviverde, com um time totalmente modificado, mostrava insegurança, ficando encolhido em seu campo.

Aos 11 minutos, sem conseguir furar a defesa alviverde, Marlos arriscou de fora da área, mas carimbou Ulliam no meio do caminho. O jogo era tecnicamente ruim, morno, sem grandes emoções. Aos 19 minutos, Bruninho recebeu lançamento, invadiu a área, e soltou o pé para defesa de Wilson. O Sampaio jogava como queira, sem ser pressionado. Aos 26 minutos, Marlon bateu bonito na bola, pela linha de fundo, mas com perigo.

O gol da equipe maranhense parecia questão de tempo no Castelão. Aos 32 minutos, Kaike fez o cruzamento e William subiu para testar para fora. Até que, aos 43 minutos, Kaike partiu em velocidade, invadiu a área alviverde e chutou cruzamento. No meio do caminho, Silva desviou e a bola entrou depois e bater ainda em Thalisson Kelven.

Depois do intervalo, o Coxa voltou com Chiquinho no lugar de Julio Rusch. Aos cinco minutos, Maracás trocou passes com Marlon, pegou na frente e arriscou o chute em cima da defesa coxa-branca. O Coritiba chegou com perigo aos 11 minutos, em cobrança de falta que Maracás desviou contra o próprio patrimônio, para fora.

A partida não melhorou na etapa final. Marlon cobrou escanteio, aos 17 minutos, e Maracás apareceu para testar por cima da meta. Aos 23 minutos, Pablo desceu pela direita e encontrou Bruno Moraes, que tentou o chute e pegou errado na bola, em uma rara chegada alviverde. O troco veio em contra-ataque comandado por Marlon, que ganhou da zaga e rolou para Fernando Sobral bater e parar em Wilson.

O drama coxa-branca aumentou aos 37 minutos, quando Uilliam aproveitou o cruzamento de João Paulo, que partiu para a jogada individual, e tocou para o fundo do gol. Wilson evitou o terceiro aos 39 minutos, após chute de João Paulo de muito longe. O Coritiba tentou descontar, aos 43 minutos, em cobrança de escanteio de Chiquinho que Thalisson Kelven testou para fora. Nada deu certo para o Alviverde.

SAMPAIO CORREA 2 X 0 CORITIBA

Local: Estádio Castelão, em São Luis (MA)
Data: 14 de abril de 2018, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS)
Cartões amarelos: Kaike, Andrey e Sobral (Sampaio); César Benitez, Pablo, Julio Rusch, João Paulo (Coritiba)

Gols
SAMPAIO CORREA: Silva, aos 43 minutos do primeiro tempo e Uilliam, aos 37 minutos do segundo tempo

SAMPAIO CORREA: Andrey; Bruno Moura, Joecio, Maracás e Kaique; Willian Oliveira, Silva, Danielzinho (Sobral) e Marlon (João Paulo); Bruninho e Ulliam.
Técnico: Francisco Diá

CORITIBA: Wilson; César Benítez, Alex Alves, Thalisson Kelven e Abner; João Paulo, Júlio Rusch (Chiquinho) e Vinícius Kiss (Wellinton Simião); Jean Carlos, Pablo e Bruno Moraes
Técnico: Sandro Forner
]