Gazeta Esportiva

Com gol de Filgueira, Náutico supera Mogi Mirim por 1 a 0

São Paulo, SP

06/10/15 | 22:23 - 06/10/15 | 23:25

Ainda sonhando com G4 do Campeonato Brasileiro da Série B, o Náutico fez a lição de casa nesta terça-feira e venceu o lanterna Mogi Mirim pelo placar de 1 a 0 na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE). Para triunfar sobre os paulistas – que estão em uma série de seis jogos sem vitória -, o Timbu foi às redes com o uruguaio Gastón Filgueira.

Com o resultado, o Náutico é o sétimo colocado da Série B, com 46 pontos conquistados em 30 rodadas. Já o Mogi Mirim permanece na lanterna da competição nacional, com apenas 22 unidades na tabela.

O Náutico agora guarda forças para o clássico contra o Santa Cruz no dia 17 de outubro, às 16h30 (de Brasília), no estádio do Arruda, em Recife. No mesmo dia e horário, o Mogi Mirim recebe o Atlético-GO no Romildo Ferreira.

O jogo

O Náutico pressionou logo no início da partida e não demorou em abrir o placar. Com 13 minutos de bola rolando no primeiro tempo, Hiltinho veio pela esquerda e serviu Filgueira. O uruguaio rematou cruzado e anotou o primeiro gol do Timbu no duelo.

Os pernambucanos não se acalmaram e foram em busca do segundo gol. Aos 25 minutos da primeira etapa, Dieguinho se atrapalhou dentro da área. O jogador do Mogi Mirim foi pressionado por Rogerinho e quase fez gol contra.

O time da casa continuou pressionando os paulistas. No final do primeiro tempo, Ronaldo Alves recebeu na área após cobrança de falta e rematou com boa pontaria. A bola passou rente à trave esquerda do goleiro Daniel, assustando os jogadores do time de Mogi Mirim.

No segundo tempo, o ímpeto do Timbu não diminuiu. Aos seis minutos, Daniel Morais um bom passe, com condição de chutar em direção à baliza, mas atrasou o remate. Mesmo assim, o jogador ajeitou a bola para Hiltinho, que bateu de primeira, acertando o rosto de Bergson.

O Mogi Mirim acordou no meio da segunda etapa. O primeiro lance de perigo dos paulistas foi aos 25 minutos. Após o árbitro ter marcado jogo perigoso na entrada da área, Marlon cobrou a infração com força e Julio César fez uma grande defesa para evitar a igualdade do Mogi Mirim.

Os paulistas cresceram após a primeira oportunidade criada e passaram a assustar o Náutico. Primeiro, Marlon acertou uma bola na trave e, na sequência, Ruster serviu Dunguinha, que mandou para fora. Depois, Serginho cobrou falta direto no gol, mas Julio César espalmou o perigo para longe.

FICHA TÉCNICA
NAÚTICO 1 X 0 MOGI MIRIM

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Data: 6 de outubro de 2015, terça-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)
Assistentes: Luís Felipe Gonçalves Correa (PB) e Tomaz Diniz de Araújo (PB)
Cartões amarelos: Jô, Rafael Pereira, Willian Magrão e Bergson (Náutico); Elton (Mogi Mirim)

Gol:
NÁUTICO: Gastón Filgueira, aos 13 minutos do 1º tempo

NÁUTICO: Julio César; Lucas Farias, Ronaldo Alves, Rafael Pereira e Gastón Filgueira; João Ananias, Willian Magrão, Hiltinho (Marino) e Rogerinho (Bruno Alves); Bergson e Daniel Morais (Dakson)
Técnico: Gilmar Dal Pozzo

MOGI MIRIM: Daniel; Michel Tiago (Everaldo), Fábio Sanches, Elton e Dieguinho; Romarinho (Memo), Anderson Rosa (Jô), Dunguinha e Marlon; Ruster e Serginho
Técnico: Márcio Goiano

Deixe seu comentário