Brasileiro Série B

Arena Barueri | 05/07/2018

Futebol/Série B

Com gol contra, Guarani bate Oeste e volta a vencer após quatro jogos

São Paulo , SP
05/07/2018 19:58:03

Em: Brasileiro Série B, Guarani, Oeste

Depois de quatro jogos sem vencer, o Guarani finalmente reencontrou o caminho da vitória. Nesta quinta-feira, em partida válida pela 14ª rodada da Série B, o Bugre derrotou o Oeste na Arena Barueri pelo placar de 1 a 0, com gol contra de Daniel Borges logo no início do primeiro tempo.

Com o resultado, a equipe de Campinas vai a 20 pontos e segue na perseguição ao G4. O Oeste, por sua vez, perde a primeira depois de dois triunfos consecutivos e fica com 18 pontos, ainda na briga pela vaga entre os quatro primeiros da competição.

O Guarani volta a campo na próxima segunda-feira, dia 9, quando abre a 15ª rodada do campeonato contra o Coritiba, no Brinco de Ouro, às 18h (de Brasília). No mesmo dia, às 20h30 (de Brasília), o Oeste vai a Santa Catarina enfrentar o Figueirense no Orlando Scarpelli.

Guarani voltou a vencer após quatro empates seguidos (Foto: Letícia Martins/Guarani Press)

O jogo

A partida começou movimentada, com o Oeste chegando pela primeira vez logo aos dois minutos e obrigando Oliveira, goleiro estreante do Guarani, a fazer bela defesa após cabeçada no canto direito de Nicolas Careca.

Três minutos depois, porém, uma infelicidade do time mandante inaugurou o placar. Depois de cruzamento na direita, Bruno Mendes desviou e Tadeu fez a defesa, mas a bola acabou tocando na perna do lateral Daniel Borges, que mandou contra a própria meta.

O Oeste saiu em busca do empate e tentava manter a posse de bola para dominar o jogo, porém, tinha dificuldade para criar e esbarrava em um Bugre muito bem fechado, que não dava espaços.

Com cerca de 20 minutos completos, ambos os times caíram de produção e o jogo ficou truncado no meio de campo. Apenas aos 30 minutos, o Oeste conseguiu chegar com perigo ao ataque, quando Pedrinho recebeu cruzamento e bateu de primeira. Porém, a bola pegou em Nicolas Careca, que estava caído dentro da área e acabou saindo, sendo só tiro de meta para o Guarani.

Três minutos depois, quase o segundo do Bugre. Kevin cruzou na área e a bola chegou até Denner, que dominou e bateu de primeira. No entanto, Joilson, quase em cima da linha, evitou que a rede balançasse em Barueri.

O time visitante seguiu se defendendo bem e dificultando a criação do Oeste, que mal deu trabalho para o goleiro Oliveira. Assim, o placar seguiu em 1 a 0 para o intervalo.

O Oeste começou a segunda etapa tentando quebrar as linhas do Guarani para tentar achar espaços e chegar ao gol de empate. Apenas aos 12 minutos, Oliveira voltou a trabalhar. Bruno Lopes arriscou com a canhota de primeira e mandou do canto esquerdo, para defesa do goleiro.

Com 19 jogados, Oliveira salvou de novo. O zagueiro Joilson chutou de muito longe e mandou no alto com endereço, mas arqueiro do Bugre voou e espalmou a bola, evitando o gol de empate.

Apenas com 33 minutos, o jogo voltou a ter uma chance de perigo. Bruno Mendes tabelouu com Rondinelly e bate de primeira, rasteiro no canto direito, mas a bola acabou saindo por muito pouco.

À medida em que o duelo se encaminhava para o fim, o Oeste tentava de tudo para furar o bloqueio campinense e arrancar pelo menos um ponto, enquanto o Guarani se mantinha sólido da defesa, para deixar a vitória escapar.

FICHA TÉCNICA
OESTE  0 x 1 GUARANI

Local: Arena Barueri, Barueri (SP)
Data: 5 de julho de 2018 (quinta-feira)
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labbes (SC)

Público: 757 pagantes
Renda: 
R$ 7.185
Cartões amarelos:
 Danielzinho (Oeste); Bruno Mendes e William Oliveira (Guarani)
Gols: 
GUARANI: Daniel Borges (contra), aos cinco minutos do primeiro tempo

OESTE: Tadeu; Daniel Borges (Henrique), Joílson, Leandro Amaro e Conrado; Rodrigo Souza (Daniel Farias), Betinho, Danielzinho e Bruno Lopes; Nicolas Careca (Léo Arthur) e Pedrinho
Técnico: Roberto Cavalo

GUARANI: Oliveira; Kevin, Everton Alemão, Edson Silva e Pará; Willian Oliveira, Ricardinho, Denner e Rafael Longuine (Rondinelly); Matheus Oliveira (Caíque) e Bruno Mendes (Poveda).
Técnico: Umberto Louzer