Futebol/Campeonato Brasileiro

Sport vira sobre Santa Cruz e fatura taça comemorativa de clássico

São Paulo , SP
11/09/2016 18:04:15 — 11/09/2016 18:19:36

Em: Brasileiro Série A, Futebol, Santa Cruz, Sport

O Sport recebeu o Santa Cruz em mais um clássico pernambucano neste domingo. A partida, válida pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, terminou com vitória para os anfitriões na Ilha do Retiro, em um belo triunfo de 5 a 3, com dois jogadores expulsos, um para cada lado. A partida finaliza uma sequência de oito confrontos entre as duas equipes só em 2016, o ano em que o clássico completa 100 anos de existência.

O Clássico das Multidões teve uma motivação especial para ambos os times. Em comemoração ao centenário do confronto entre os dois clubes, a Federação Pernambucana de Futebol desenvolveu o Troféu Givanildo Oliveira. O ex-jogador, atualmente treinador do Náutico, defendeu as duas camisas, dando seu nome à disputa. Assim, o Sport, além da pontuação na Série A, comemorou mais uma taça em sua história.

Na próxima rodada, o Sport irá a Minas Gerais enfrentar o Atlético-MG. A partida está marcada para quinta-feira, às 19h30 (de Brasília). O Santa Cruz, por sua vez, voltará ao Arruda, para receber o Atlético-PR, na quarta-feira, às 21h.

(Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)
Luis Ruiz foi o destaque da vitória do Sport, com um gol e duas assistências (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

O jogo – A partida começou quente. No primeiro minuto, o lateral Léo Moura caiu em campo, mas a jogada continuou. Rogério deu sequência, entrou na área do Santa, mas não conseguiu a finalização. Os jogadores do Tricolor iniciaram uma breve confusão, ao confrontarem o atacante por uma possível falta de fair play.

O Santa respondeu em pouco tempo. Aos sete minutos, Keno recebeu perto da meia lua e bateu. A bola desviou em Matheus Ferraz, mas voltou para o atacante, que teve tempo de dominar, limpar a jogada e chutar firme, no fundo das redes do canto esquerdo de Magrão. Um golaço, logo nos minutos iniciais de jogo.

Depois do gol de Keno, Tiago Cardoso foi quem assumiu o papel de destaque na partida. Com a crescente do Sport, o arqueiro coral precisou trabalhar muito. A primeira defesa difícil de Cardoso foi aos 35 minutos do primeiro tempo, em cabeçada à queima-roupa de Neto Moura, após cobrança de falta de Diego Souza.

Dois minutos depois, Tiago operou um segundo milagre. A defesa do Santa cochilou, deixando Rogério entrar com liberdade na área. O atacante chutou cruzado, obrigando o goleiro a desviar o trajeto certeiro da bola, que entraria no fundo das redes.

O Leão da Ilha seguiu pressionando. Já nos acréscimos, a equipe ainda tentava buscar um empate, antes do intervalo. Rodney Wallace lançou a bola para Ruiz, que cabeceou para mais uma boa defesa de Tiago Cardoso. O zagueiro Durval, que estava na área, pegou a sobra, mas mandou a bola por cima do gol.

O segundo tempo foi muito mais elétrico na Ilha do Retiro. Aos quatro minutos de jogo, João Paulo pegou uma linda bola na entrada da área de Magrão, chutando com tranquilidade. O meia marcou um belo gol, ampliando a vantagem da equipe do Arruda para 2 a 0.

Se Durval havia perdido chance claríssima de gol ao final da primeira etapa, foi dele o primeiro gol do Sport, em busca da igualdade em casa. Diego Souza levantou a bola na área, o zagueiro apareceu livre, para chutar para o fundo das redes de Tiago Cardoso, aos seis minutos.

O Santa teve a chance de ampliar o marcador, quando João Paulo soltou uma bomba no travessão do Leão da Ilha, aos 13 minutos. Dez minutos depois, foi a vez de Diego Souza, que mesmo caído, conseguiu mandar a bola para o gol da equipe Coral. Mais uma vez, Tiago Cardoso conseguiu fazer excelente defesa e salvar o Santa do empate.

O empate do Sport veio minutos depois. Ruiz levantou a bola na área do Tricolor, a zaga bobeou, e Rodney Wallace aproveitou a deixa para igualar o marcador em 2 a 2. Mantendo o ritmo quente de jogo, o Santa Cruz voltou a ficar à frente na disputa, aos 26 minutos. Keno, autor do primeiro gol, lançou a bola na cabeça de Bruno Moraes. O atacante coral só precisou cabecear tranquilo para as redes de Magrão.

Depois do último gol Tricolor, só deu Sport. O Leão empatou de novo com o próprio Ruiz, autor da assistência do segundo tento rubro-negro. Bola lançada na área por Diego Souza, e o atacante apenas finalizou para dentro do gol de Tiago Cardoso, 3 a 3, aos 34 minutos.

Os dois gols da virada rubro-negra vieram no final da etapa complementar, aos 44 a aos 46 minutos. O primeiro foi de Vinícius Araújo, que recebeu mais uma bola de Ruiz. O atacante empurrou a bola para as redes, com frieza, virando o jogo. Dois minutos depois, o próprio Araújo lançou Everton Felipe, que finalizou a jogada em um belo chute, fechando a conta para os anfitriões.

FICHA TÉCNICA
SPORT 5 x 3 SANTA CRUZ 

Local: Estádio Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data: 11 de setembro de 2016, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
Cartões amarelos: Ruiz e Apodi (Sport), Derley (Santa Cruz)
Cartões vermelhos: Diego Souza (Sport) e Derley (Santa Cruz)

GOLS:
SANTA CRUZ: Keno, aos sete do primeiro tempo, João Paulo, aos quatro, e Bruno Moraes, aos 27 do segundo tempo.
SPORT: Durval, aos seis, Rodney Wallace, aos 25, Ruiz, aos 35, Vinícius Araújo, aos 44 e Everton Felipe, aos 46 do segundo tempo

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Paulo Roberto (Everton Felipe), Neto Moura (Apodi) e Diego Souza; Rogério e Ruiz
Técnico: Luiz Alberto Silva

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Léo Moura, Néris, Danny Morais e Allan Vieira; Uillian Correia, Derley e João Paulo; Pisano (Arthur), Keno (Jadson) e Bruno Moraes (Wallyson).
Técnico: Doriva