Santos vence e dá fim à invencibilidade do São Paulo como mandante no Brasileiro

São Paulo, SP

10-01-2021 17:59:22

A invencibilidade do São Paulo como mandante no Campeonato Brasileiro chegou ao fim neste domingo. Recebendo o Santos, com um time reserva por causa da semifinal da Libertadores, na próxima quarta-feira, contra o Boca Juniors, a equipe comandada por Fernando Diniz teve mais uma atuação aquém das expectativas, embora tenha melhorado no segundo tempo, e acabou perdendo por 1 a 0, gol de Jobson, no primeiro minuto da etapa complementar.

Somando sua segunda derrota consecutiva no Brasileirão, o São Paulo segue na liderança, mas pode ver o Internacional diminuir a vantagem para apenas três pontos, caso o time colorado vença o Goiás, daqui a pouco. Vale lembrar que se superasse o Santos neste domingo, o Tricolor abriria dez pontos de vantagem para o Flamengo, outrora seu principal concorrente pelo título nacional.

O Peixe, por sua vez, foi ao Morumbi sem muitas expectativas e acabou somando mais três importantes pontos no Campeonato Brasileiro para se manter na briga pelo G6.De quebra, a equipe comandada por Cuca venceu seu primeiro clássico na atual temporada.


O jogo – No primeiro tempo faltou qualidade no estádio do Morumbi. Enquanto o Santos, com sua equipe reserva, se mantinha firme na defesa, sem dar espaços para o São Paulo, que rodava a bola de um lado para outro, mas errava muitos passes, não encontrava brechas e tinha pouca profundidade. Justamente por isso, o torcedor que acompanhou a partida demorou para ver alguma jogada de perigo.

A primeira chance do jogo aconteceu apenas aos 18 minutos, em cobrança de falta de Daniel Alves, mas o camisa 10, como de costume, mandou por cima do gol, sem perigo para o goleiro João Paulo. O Santos, por sua vez, tratou de responder aos 23 minutos, de forma muito mais aguda. Lucas Braga enfiou para Arthur Gomes, que saiu em velocidade e bateu cruzado, da entrada da área, carimbando a trave de Tiago Volpi. No rebote, Juanfran ficou com a bola, titubeou, mas, no fim, tocou para o goleiro são-paulino, que saiu jogando.

Com o temporal que caiu na Zona Sul da capital paulista durante o primeiro tempo, o ritmo do jogo diminuiu com o tempo. A tônica continuou a mesma: São Paulo com a bola nos pés, mas sem saber o que fazer com ela. Mas, aos 31 minutos, o time de Fernando Diniz, enfim, levou perigo ao goleiro João Paulo. Gabriel Sara chegou na linha de fundo e tocou para Brenner dentro da área, que, por sua vez, acionou Daniel Alves, que chegou batendo de primeira, mandando rente à trave.

Depois, aos 36 minutos, foi a vez de o camisa 10 tricolor dar um passe magistral por elevação, encontrando Juanfran livre na área. O lateral-direito espanhol se esticou todo para alcançar a bola e até conseguiu, mas ela acabou parando nas mãos do goleiro santista. Antes do apito final, o Tricolor ainda teve uma oportunidade derradeira com Gabriel Sara, que já nos acréscimos matou no peito e bateu girando, mas errou a pontaria.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Segundo tempo

Quem esperava que o São Paulo iria reagir no segundo tempo se decepcionou. O Santos precisou de alguns segundos para abrir o placar e jogar um balde de água fria nos donos da casa. Daniel Alves errou na saída de bola, e Jobson recebeu pela esquerda, avançando aos trancos e barrancos após se atrapalhar tentando fazer o cruzamento e batendo de bico, no cantinho, colocando o Peixe em vantagem no Morumbi.

A partir daí o São Paulo acordou. Aos dez minutos, Juanfran tocou para Pablo, que chegou na linha de fundo e cruzou para Brenner, que bateu mascado, de primeira, facilitando o trabalho do goleiro John. No minuto seguinte, foi a vez de Gabriel Sara bater de trivela, dentro da área, livre, mas mandou para fora na intenção de acertar o ângulo.

Aos 16 minutos, o Tricolor teve uma nova grande chance de gol que surgiu pela direita. Juanfran se livrou da marcação na linha de fundo e cruzou rasteiro para Reinaldo chegar finalizando, mas o lateral-esquerdo isolou. O Santos seguia apostando no contra-ataque. Aos 30, Tiago Volpi teve de sair da meta para afastar o perigo, já que Lucas Braga vinha ganhando na velocidade na disputa com a marcação.

Passando a contar com Tréllez e Carneiro dentro da área, apostando nas bolas aéreas, Fernando Diniz viu o goleiro João Paulo fazer grande intervenção para evitar o empate aos 33 minutos, quando Arboleda cabeceou após cobrança de escanteio, mas o arqueiro santista espalmou para fora.

Antes do apito final, o São Paulo ainda teve a chance derradeira de empatar o jogo com Brenner. Aos 39 minutos, Juanfran novamente chegou na linha de fundo pela direita e cruzou na cabeça do jovem atacante, que testou forte, mas João Paulo realmente estava em um dia iluminado e garantiu a vitória santista no Morumbi.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 1 SANTOS

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 10 de janeiro de 2021, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro:  Braulio da Silva Machado
Assistentes: Kleber Lucio Gil e Alex dos Santos
VAR: Heber Roberto Lopes

Gols: Jobson, ao 1 do 1ºT (Santos)
Cartões amarelos: Alex, Balieiro, João Paulo, Alisson (Santos); Pablo, Hernanes (São Paulo)

SÃO PAULO: Volpi; Juanfran, Arboleda, Léo (Vitor Bueno) e Reinaldo; Luan (Hernanes), Daniel Alves, Gabriel Sara (Paulinho Boia) e Igor Gomes (Tréllez); Pablo (Carneiro) e Brenner
Técnico: Fernando Diniz

SANTOS: João Paulo; Madson, Laércio, Alex e Jean Mota (Luan Peres); Jobson (Alison), Balieiro (Diego Pituca) e Sandry; Arthur Gomes (Pará), Bruno Marques (Kaio Jorge) e Lucas Braga.
Técnico: Cuca

Deixe seu comentário