Jucilei confirma "esporro" de Rogério Ceni e confusão com Cícero

Bruno Calió - São Paulo,SP

16/05/17 | 15:55 - 16/05/17 | 17:15

O clima que já era ruim, parece ficar cada vez pior no São Paulo. Nesta terça-feira, o volante Jucilei tentou esconder a verdade, mas confirmou a confusão entre o técnico Rogério Ceni e o meia Cícero no vestiário tricolor durante o intervalo da semifinal do Campeonato Paulista, contra o Corinthians, no Estádio do Morumbi.

"O Rogério chegou chateado no vestiário. Para falar no popular, chegou dando um esporro em nós, porque estávamos fazendo um jogo bem abaixo do nosso nível. Ele brigou, deu uma dura mais agressiva. O desentendimento que houve foi contra o Corinthians, no Morumbi", disse o volante.

Questionado sobre o início da confusão, em que Rogério Ceni arremessou uma prancheta, que acertou o Cícero, Jucilei tentou se esquivar. “Confusão? Que prancheta? Joga uma prancheta no chão e veja se ela quica. Não tem como. Não é bola de tênis nem nada”, despistou, antes de falar que os dois se acertaram.

“Desentendimento querendo acertar haverá sempre no vestiário, ainda mais quando resultado é sempre negativo, como vem acontecendo. A confusão que houve no vestiário fica no vestiário. Cícero e Rogério são amigos, foram campeões juntos. Já conversaram e se entenderam. Pensamento é tirar São Paulo dessa situação e melhorar o ambiente", disse o volante.

Jucilei concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira (Foto: SPFC)

Durante esta semana, Ceni chamou diversos atletas do elenco para conversas individuais a respeito do desempenho do time e de cada atleta. Cícero e Rodrigo Caio foram dois dos escolhidos para dialogar com o treinador. O zagueiro está envolvido no caso pelo fato de que seu ato de fair play foi um dos fatos que motivou a ira de Rogério Ceni.

No dia 16 de abril, na partida de ida da semifinal do Campeonato Paulista, contra o Corinthians, no Estádio do Morumbi, Luiz Flávio de Oliveira deu cartão amarelo ao atacante Jô por falta cometida em Rodrigo Caio. O zagueiro, porém, esclareceu que o corintiano não havia cometido a infração, o que fez com que o árbitro retirasse a advertência. O cartão seria o terceiro de Jô, que ficaria fora do jogo decisivo pela semifinal, em que anotou um gol.

O São Paulo passa por uma reformulação no elenco e atletas podem deixar a equipe. A dupla tem permanência garantida no Tricolor, mas o atacante Neilton deve deixar o clube nos próximos dias. Além dele, o zagueiro Lugano tem renovação indefinida no clube. Por outro lado, o time do Morumbi segue somando forças para tentar a contratação do meia Everton Ribeiro, um dos desejos da diretoria.

Deixe seu comentário