Futebol/Campeonato Brasileiro

Fred marca, Atlético-MG supera Avaí e vence a primeira no Brasileiro

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte, MG
07/06/2017 21:34:08 — 08/06/2017 00:28:21

Em: Atlético-MG, Avaí, Brasileiro Série A

A vitória foi magra: apenas 1 a 0, sobre o Avaí, na noite desta quarta-feira, no Independência, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O triunfo, embora simples, leva alívio ao Atlético-MG e tranquilidade para o clube que não tinha vencido na competição.

O resultado melhora a situação dos comandados de Roger Machado. O time deixa a zona de rebaixamento e vai para a 13ª colocação na tabela, com seis pontos. O Avaí assume a vaga do Galo no Z4, com apenas quatro.

A vitória foi feita no primeiro tempo. O Alvinegro foi superior na etapa inicial e marcou seu gol com o artilheiro Fred, que fez de cabeça para dar a vantagem ao clube da casa. Até o restante do jogo, a equipe de Roger Machado passou por alguns sustos, mas conseguiu firmar o resultado.

O Atlético-MG volta a campo no domingo, às 16 horas (de Brasília), no Barradão, contra o Vitória. O Avaí recebe o Flamengo, no mesmo dia e horário, no estádio da Ressacada.

Fred definiu a vitória do Galo (Foto: Divulgação/Atlético-MG)

Primeiro tempo

O Atlético-MG não começou bem a partida. A equipe claramente sentia falta de duas peças principais: o volante Adilson, entregue ao departamento médico, e do meia Cazares, que serve a seleção equatoriana. O primeiro pela proteção que dá ao setor defensivo da equipe. O segundo pela capacidade técnica e passe diferenciado.

O Avaí, no entanto, também não era tão agressivo, o que tornava o duelo calmo e pragmático. O clube visitante, entretanto, foi o primeiro a conseguir chegar contra a meta alvinegra, trocando passes, com a bola nos pés. Juan saiu na cara do gol, aproveitando a boa tabela, mas encontrou na sua frente o goleiro Victor.

Enquanto isso, o Galo seguia abusando dos chutes para ligação direta, mas, não funcionava, pois, a segunda bola quase nunca sobrava nos pés atleticanos. Valdívia, novo contratado já utilizado como titular, atuava bem, e tentou dois chutes próximos a área.

Se não dava para chegar trocando passes, diante de todas as dificuldades, o Galo tratou de mandar a bola no homem-gol. A bola foi lançada para o lateral-direito, Alex Silva, que levantou a cabeça e colocou a redonda na área. Fred subiu e colocou no canto, com um bom desvio de cabeça, abrindo o marcador.

Até o fim do primeiro tempo, os mandantes controlaram bem a partida, embora tenha passado por leves sustos com algumas chegadas do Avaí.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Segundo tempo

O Atlético-MG comandou o inicio do segundo tempo. O Avaí não conseguiu ter domínio do jogo e sofria com as chegadas do Galo. O time da casa avançou sua linha de marcação e isso complicava a vida dos visitantes.

O técnico Roger Machado precisou tirar sua dupla de ataque, Fred e Robinho, ambos bastante cansados. As entradas de Rafael Moura e Marlone não foram positivas para a equipe preto e branca, que viu o crescimento dos rivais.

Melhor, o Avaí passou a chegar com mais perigo. O goleiro Victor mais uma vez, assim como no domingo, foi o melhor em campo e salvou os três pontos. Por fim, o triunfo magro garantiu a primeira vitória e também tranquilidade para o técnico Roger Machado.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 x 0 AVAÍ

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 07 de junho de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)
Público: 12.648 pessoas
Renda:
R$ 296.457,00
Cartões amarelos:
 Fábio Santos, Yago, Elias (Atlético); Lourenço (Avaí)
Gols: ATLÉTICO-MG: Fred, aos 16 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-MG: Victor; Alex Silva, Gabriel (Rodrigão), Felipe Santana e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Yago; Valdívia e Robinho (Marlone); Fred (Rafael Moura)
Técnico: Roger Machado

AVAÍ: Kozlinski; Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa; Luan, Simião (Lucas Otávio) e Marquinhos (Pacheco); Juan, Lourenço (Willians) e Romulo
Técnico: Claudinei Oliveira