Em jogo de sete gols, Atlético-MG vira sobre o Atlético-GO e assume a liderança do Brasileirão

São Paulo, SP

19-09-2020 23:01:40


Pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético-GO e Atlético-MG fizeram uma partida alucinante em Goiânia. O Dragão foi melhor no primeiro tempo e abriu o placar com um golaço de Oliveira, mas o Galo se recuperou na segunda etapa, conseguiu a virada, triunfou por 4 a 3 e assumiu a liderança do Brasileirão.

Para conquistar a vitória, o time do técnico Jorge Sampaoli contou com uma grande atuação de Keno nos 45 minutos finais. O atacante marcou três gols, acertou uma bola no travessão e infernizou a defesa adversária. A entrada de Nathan no intervalo também ajudou o Alvinegro a subir de produção.

Com o resultado, o Atlético-MG chegou aos 21 pontos e agora está um ponto na frente do vice-líder Internacional, que possui um jogo a mais. O Atlético-GO, por outro lado, viu a sequência invicta de quatro jogos no Brasileirão acabar e caiu para a 12ª colocação, com 12 pontos conquistados após 10 jogos.

O jogo - O duelo atleticano foi movimentado desde o início, e a primeira grande chance foi da equipe da casa, aos 10 minutos de partida. Gustavo Ferrareis, livre no meio-campo, recebeu um grande lançamento, avançou e ficou cara a cara com Everson. O goleiro do Galo, no entanto, fechou o ângulo e fez uma grande defesa no chute do meia-atacante.

Dois minutos depois, o time mineiro respondeu. Keno fez uma grande jogada pela esquerda e cruzou forte para Alan Franco, que finalizou de primeira na pequena área, mas o goleiro Jean fez uma linda defesa com a perna direita e salvou o Rubro-Negro.

O Atlético-GO abriu o placar aos 20 minutos do primeiro tempo. Após uma tentativa de cabeça de Renato Kayzer, a defesa do Atlético-MG afastou mal e a sobra ficou com Oliveira. De muito longe, o volante dominou e finalizou forte de perna esquerda, acertando o ângulo de Everson e anotando um golaço.

Com o revés, o Galo se lançou ao ataque e conseguiu balançar as redes do Dragão aos 30 minutos, com Savarino. Arana encontrou Keno dentro da área e o atacante tocou para o venezuelano completar para o gol. Acontece que o camisa 70 estava em posição irregular e o tento foi anulado com o auxílio do VAR.

Aos 37 minutos, o lateral-esquerdo Nicolas ganhou a disputa com Alan Franco e chutou forte, exigindo mais uma boa defesa de Everson.

A última oportunidade da primeira etapa foi do Atlético-MG. Já nos acréscimos, o time de Sampaoli fez uma boa troca de passes que resultou em um grande toque de Arana para Keno, que estava livre dentro da área. Cara a cara com Jean, o atacante finalizou para fora, tirando tinta da trave.

No segundo tempo, o técnico Sampaoli promoveu as entradas de Igor Rabello e Nathan no lugar de Guga e Allan. As mudanças surtiram efeito logo aos 5 minutos, quando Nathan disputou a bola dentro da área e sofreu pênalti. Keno foi o encarregado para a cobrança e finalizou forte no canto direito para empatar o duelo.

Aos 9 minutos, no entanto, o Atlético-GO voltou a estar em vantagem no placar. Gustavo Ferrareis tabelou com Janderson e recebeu um grande passe de frente para o gol. O meia-atacante dominou, tocou na saída do Everson e viu a bola ir no canto da meta adversária.

O Galo buscou o empate mais uma vez aos 14 minutos. Savarino recebeu pela direita, passou por um marcador e cruzou na pequena área para Nathan, que completou de primeira para a rede. O camisa 23 se tornou o artilheiro do Alvinegro na temporada, com 5 gols.

Em ritmo alucinante, o Atlético-MG conseguiu a virada antes da metade da segunda etapa. Aos 19 minutos, Keno aproveitou o recuo errado, avançou em velocidade, invadiu a área e bateu de esquerda para superar o goleiro Jean e colocar o Galo na frente pela primeira vez no jogo.

Para coroar a grande atuação, Keno foi o autor do último gol do Alvinegro, o seu terceiro na partida. Aos 31 minutos, o atacante acertou o travessão em chute de fora da área e, no lance seguinte, recebeu um grande cruzamento de Mariano e cabeceou para dar números finais ao jogo.

O time mineiro ainda quase marcou o quinto. Nathan arriscou do meio-campo aos 34 minutos e quase encobriu Jean, mas o goleiro do Atlético-GO se esticou, mandou para escanteio e impediu uma goleada visitante. No último minuto, o Dragão diminuiu com Gilvan, após cobrança de escanteio.


FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 3 X 4 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Olímpico, Goiânia (GO)
Data: 19 de setembro de 2020, sábado
Horário: 21h00 (de Brasília)
Árbitro: Edina Alves Batista (SP)
Assistentes: Neuza Inês Back (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)

Cartões amarelos: Renato Kayzer e Edson (Atlético-GO)
Gols: Oliveira, aos 20 minutos do 1ºT, Gustavo Ferrareis, aos 9, e Gilvan, aos 49 minutos do 2ºT (Atlético-GO); Keno, aos 7, 19 e 32, e Nathan, aos 14 minutos do 2ºT (Atlético-MG)

ATLÉTICO-GO: Jean; Dudu (Gilvan), João Victor, Éder e Nicolas; Oliveira (Matheus Vargas), Edson e Chico; Gustavo Ferrareis (Everton Felipe), Janderson (Matheuzinho) e Reanto Kayzer
Técnico: Vagner Mancini

ATLÉTICO-MG: Everson; Guga (Igor Rabello), Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Jair, Allan (Nathan) e Alan Franco; Savarino (Maílton), Keno (Sávio) e Eduardo Sasha (Mariano)
Técnico: Jorge Sampaoli

Deixe seu comentário