Contra pedido do Ministério Público, Vasco entrega defesa à Justiça

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

05-10-2017 15:46:32

O atual comando do Vasco está otimista quanto à possibilidade de arquivar o pedido feito pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, por intermédio do procurador Rodrigo Terra, que solicita pagamento de multa de R$ 500 mil e a destituição da atual diretoria sob a alegação de que o clube vinha mantendo relações com a facção de torcida organizada Força Jovem, o que fere o Estatuto do Torcedor.

No pedido, Rodrigo Terra diz que o clube teria contratado torcedores da Força Jovem, torcida organizada banida dos estádios, e acobertado episódios de violência dentro de São Januário. Eurico Miranda, que é advogado, cuidou pessoalmente da defesa, em conjunto com o departamento jurídico do Vasco, e rebateu ponto por ponto o pedido do Ministério Público.

Na resposta, Eurico cita falta de isonomia e imparcialidade por parte de Rodrigo Terra, que teria investigado somente o Vasco, mesmo reconhecendo que vários clubes descumprem o Estatuto do Torcedor.

Ainda no documento em que rebate o pedido de Rodrigo Terra, Eurico nega qualquer relação com a Força Jovem e diz que apenas dois dos 700 funcionários do clube já integraram a torcida organizada Força Jovem, o que seria insuficiente para uma acusação de ligação entre a atual diretoria e a facção. Por fim, o Cruz-Maltino lembra que os episódios ocorridos após a derrota de 1 a 0 para o Flamengo, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, tiveram motivações políticas. Naquela ocasião, após o apito final, São januário e as imediações do estádio se transformaram em uma praça de guerra.

O caso será analisado pelo Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes eventos, mas não há previsão quanto ao desfecho.

Vale lembrar que o mandato de Eurico Miranda chega ao fim em dezembro, porém, ele tenta a reeleição no pleito previsto para o dia 7 de novembro, quando vai concorrer com os opositores Fernando Horta, Júlio Brant e Alexandre Campello.

Dentro de campo o elenco mais uma vez trabalhou em São Januário e o atacante Luis Fabiano, se recuperando de uma cirurgia no joelho direito, treinou em separado do plantel, mas se mostrou capaz de fazer alguns movimentos de jogo. Ainda não está definido, mas dificilmente ele será relacionado para o próximo compromisso do time no Campeonato Brasileiro, previsto para o dia 11 de outubro, às 21h45 (de Brasília), contra o Avaí, no Estádio Ressacada, em Florianópolis, pela 27ª rodada. O plantel volta a trabalhar na parte da manhã desta sexta-feira. Com 33 pontos, o time precisa vencer para se distanciar de vez da zona de rebaixamento.

Deixe seu comentário