Brasileiro Série A

Rei Pelé | 9/6/2019 - 19:0

Brasileiro Série A

Botafogo vira nos acréscimos, vence o CSA em Alagoas e entra no G4

São Paulo , SP
09/06/2019 21:00:09 — 09/06/2019 21:05:17

Em: Botafogo, Brasileiro Série A, CSA, Futebol

O Botafogo conseguiu a primeira vitória longe do Rio de Janeiro. Na noite deste domingo, o time comandado por Eduardo Barroca derrotou o CSA por 2 a 1 de virada, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro, com um gol marcado já nos instantes finais da partida. Contudo, o Azulão merecia uma sorte melhor pelo que construiu ao longo dos 90 minutos. Pela primeira vez, a equipe de Marcelo Cabo sucumbiu diante da sua torcida no estádio Rei Pelé.

Carlinhos abriu a conta para os donos da casa, após bela assistência de Jonatan Gomez, ex-São Paulo. Porém, Cícero e Alex Santana em um intervalo de pouco mais de 10 minutos marcaram a favor dos cariocas e decretaram a virada. Com o resultado, o time de General Severiano está em 4º lugar com 15 pontos. O Azulão é o penúltimo, com apenas seis.

Na próxima rodada, a última antes da parada para a Copa América, o CSA vai enfrentar o Flamengo, às 21h30 (horário de Brasília), em Brasília. O Glorioso receberá o Grêmio, no Nilton Santos.

Botafogo venceu o CSA de virada em Alagoas (Foto: Carlos Ezequiel Vannoni/Eleven )

CSA é melhor, Botafogo cria, mas placar fica zerado

Jogando em casa, o time alagoano partiu para cima nos primeiros minutos e foi mais ofensivo em relação ao adversário. O Botafogo, por sua vez, optava por ter a posse de bola e buscava espaços. Tanto que o primeiro lance de perigo foi da equipe carioca. Diego recebeu de João Paulo, e tocou com categoria, mas a bola explodiu no travessão. No rebote, Luiz Fernando chutou e Jordi salvou.

Aos 17 minutos, o Azulão assustou pela primeira vez. Cassiano ganhou na força, adiantou e mandou um canudo. A redonda passou à direita da meta de Diego Cavalieri. Outra boa intervenção do goleiro, aconteceu em falta cobrada por Matheus Sávio.

O confronto seguia movimentado em Maceió, com boas chances para ambos os lados. O Glorioso respondeu com Alex Santana. Luiz Fernando levantou, Erik ajeitou para o volante que chegou batendo bonito. Entretanto, exagerou na dose e a bola subiu demais. O CSA, mais uma vez, respondeu. Didira cobrou escanteio na cabeça de Gerson, que mandou por cima.

Equilíbrio se mantém, gols saem e partida termina empatada

Na volta para a etapa complementar, os alagoanos por pouco não saíram na frente. Maranhão esticou para Sávio, que entrou na área e bateu de esquerda, Cavalieri defendeu em dois tempos. Na sequência, João Paulo mandou uma bomba, e desta vez, Jordi salvou. Em mais um lance de perigo dos donos da casa, Cassiano recebeu da esquerda e chutou, porém, parou no arqueiro do Botafogo.

Até que aos 16 minutos, o CSA saiu na frente. Jonatan Gomez, ex-São Paulo lançou Carlinhos, que cabeceou com perfeição para vencer Cavalieri, abrir o placar e fazer a festa da torcida, que estava em grande número. A partir de então, o time de General Severiano voltou a pressionar, e quase empatou com Diego Souza de cabeça.

O Botafogo não pressionava muito, mas conseguiu o empate. Aos 37 minutos, Rodrigo Pimpão entrou na área, cruzou e Diego Souza escorou, e Cícero se esticou para deixar tudo igual. O tento acabou sendo um banho de água fria para os donos da casa, que acabaram levando a virada. Aos 48 minutos, depois de cobrança de escanteio e bola disputada, Fernando serviu para Alex Santana decretar a vitória do Alvinegro.

FICHA TÉCNICA
CSA 1 X 2 BOTAFOGO

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Data: 09 de junho de 2019, domingo
Horário: 19h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor e Leirson Peng Martins, ambos do RS
VAR: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Cartões amarelos: Naldo e Luciano Castán (CSA) e Rodrigo Pimpão (Botafogo)
Cartão vermelho: –
Gols: CSA: Carlinhos aos 16 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Cícero aos 37e Alex Santana aos 48 minutos do segundo tempo

CSA: Jordi; Apodi, Gerson, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo, Didira, Jonatan Gomez (Robinho), Matheus Sávio (Dawhan) e Maranhão (Madson); Cassiano.
Técnico: Marcelo Cabo

BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Alex Santana, Cícero e João Paulo (Lucas Campos); Erik (Rickson), Diego Souza e Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão).
Técnico: Eduardo Barroca

Ads – Rodapé Posts




Escalação
CSA

Jordi


Apodi


Gérson


Luciano Castan


Carlinhos


Naldo


Matheus Sávio


Didira


Maranhão


Jonathan Gómez


Cassiano


Madson


Dawhan Fran


Robinho


Tec - Marcelo Cabo
Botafogo

Diego Cavalieri


Fernando Constanza


Joel Carli


Gabriel


Gilson


Cícero


Alex Santana


João Paulo


Luiz Fernando


Erik


Diego Souza


Lucas Campos


Rodrigo Pimpão


Rickson Barbosa


Eduardo Barroca - Tec

Posse de bola

68%
32%
Corinthians
Santos
999
Corinthians

Passe

999
Santos
999
Corinthians

Finalização

999
Santos
999
Corinthians

Cruzamento

999
Santos
999
Corinthians

Desarme

999
Santos

Faltas

24
COR
×
15
SAN

Impedimentos

24
COR
×
15
SAN

Cartões amarelos

24
COR
×
15
SAN

Cartões vermelhos

24
COR
×
15
SAN

Estatísticas de jogadores

Corinthians

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner

Santos

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
Estatísticas de jogadores