Mais Esportes/Jogos Olímpicos

PF apreende R$ 480 mil em espécie na casa de presidente do COB

São Paulo , SP
05/09/2017 15:53:32 — 06/09/2017 00:25:11

Em: Bastidores, Mais Esportes

Não bastasse as evidências de depósitos milionários que aumentam a suspeita de compra de votos para o Rio de Janeiro sediar as Olimpíadas de 2016, foi encontrada nesta terça-feira, na residência do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, R$ 480 mil em espécie e em diferentes moedas.

Leia mais: Advogados negam que Nuzman tenha cometido ilegalidades
Autoridades explicam esquema de compra de votos do Rio 2016

Lava Jato investiga Rio 2016 e faz busca na casa de Nuzman 

Cumprindo mandado de busca e apreensão na casa de Nuzman, no nobre bairro do Leblon, na zona sul do Rio de Janeiro, a Polícia Federal encontrou a quantia escondida em diferentes gavetas da residência, que também contava com um cofre.

Nuzman guardava R$ 102.950,00, além de 35.472 dólares, 1.315,00 libras, 8.260,00 francos suíços e outros 67.720 euros. No entanto, o fato de reter esta grande quantidade de dinheiro vivo dentro de casa não configura crime, ainda que ele tenha de prestar esclarecimentos sobre o caso.

Além do grande valor em espécie, veículos que pertencem a Nuzman também foram bloqueados, assim como outros bens do empresário Arthur César de Menezes, o “Rei Arthur”, e sua ex-sócia Eliane Pereira Cavalcante.

O presidente do COB também entregou à PF seus três passaportes: o brasileiro, o diplomático e o russo, este adquirido supostamente em troca do voto para a cidade de Sochi sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014.


Veja também