Fifa promete segurança na Copa após morte de policial em confronto com russos

São Paulo, SP

23-02-2018 13:52:27

A Fifa garantiu na manhã desta sexta-feira que a Copa do Mundo da Rússia, em junho, terá todas as medidas de segurança necessárias. O pronunciamento acontece após o trágico incidente antes da partida entre Athletic Bilbao e Spartak Moscou, na última quinta-feira, por uma vaga nas oitavas de final da Liga Europa, na Espanha. O policial espanhol Inocencio Arias Garcia, de 51 anos, tentava deter o tumulto. Ele sofreu um infarto após ser agredido e morreu em um hospital de Bilbao.

Publicada no jornal francês L'Equipe, a nota da FIfa garante proteção para aqueles que acompanharão o evento. "Quanto à segurança para a Copa do Mundo de 2018, a Fifa tem plena confiança nas técnicas de segurança desenvolvidas pelas autoridades russas e pelo Comitê Organizador local" , disse o porta-voz da entidade. "Como foi demonstrado na Copa das Confederações no ano passado, os já altos padrões de segurança da Rússia foram adaptados para atender às necessidades específicas desses principais eventos esportivos", completou.

Além disso, a entidade disse "lamentar profundamente" os incidentes de quinta-feira. A partida terminou 2 a 1 para o Spartak, mas como havia perdido em casa por 3 a 1, o Athletic Bilbao garantiu a vaga para a próxima fase da competição.

No total, nove pessoas foram presas após os confrontos, sendo que dois deles eram russos de extrema direita e um foi levado ao hospital, por conta de ferimentos com faca. O episódio preocupa, já que a Rússia sediará a Copa do Mundo, com início em 14 de junho e término em 15 de julho, e não é a primeira vez em que os hooligans se envolvem neste tipo de situação. Em 2016, durante a Eurocopa, 35 pessoas ficaram feridas durante confronto entre torcedores russos e britânicos, antes da partida entre Rússia e Inglaterra, em Marselha.

Além da nota publicada, a Fifa garantiu anteriormente que torcedores russos envolvidos em confusões recentes estão sendo monitorados de perto pelo comitê.

 

Deixe seu comentário