Tênis/ATP 500 de Rotterdam

Treinador afirma que Nadal esteve perto de seu melhor nível na Austrália

São Paulo , SP
08/02/2017 14:10:51

Em: Mais Esportes, Notícias, Tênis

O desempenho de Rafael Nadal no Aberto da Austrália foi surpreendente. Em uma entrevista ao jornal francês L’Equipe, o tio e treinador do espanhol, Toni Nadal, afirmou que a recuperação do alto nível do Rei do Saibro está ligada à falta de problemas físicos e dores.

“Fazia anos que Rafael estava estressado pelos problemas físicos. Não pôde entregar tudo na quadra, não pêde ter a melhor atitude e perdeu muita confiança”, revelou Toni nesta quarta-feira. Nadal se apresentou de maneira incrível em Melbourne e só foi derrotado na decisão para Roger Federer.

Spain's Rafael Nadal celebrates his victory against Canada's Milos Raonic during their men's singles quarter-final match on day ten of the Australian Open tennis tournament in Melbourne on January 25, 2017. / AFP PHOTO / SAEED KHAN / IMAGE RESTRICTED TO EDITORIAL USE - STRICTLY NO COMMERCIAL USE
Nadal jogou muito bem no Aberto da Austrália (Foto: Saeed Khan/AFP)

A final do Major foi uma volta por cima para o espanhol, que sofreu nos últimos anos com lesões no pulso, joelho e pé. “Desde que ele pode jogar tênis sem dores, recuperou um bom nível”, acrescentou o treinador. “Esteve perto de seu melhor nível, tanto mental como de tênis”, analisou Toni.

O vice-campeonato de Nadal no primeiro Grand Slam da temporada também foi surpreendente por seu retrospecto em 2016. No último ano, o espanhol acabou eliminado logo na estreia por seu compatriota Fernando Verdasco.

Já na edição de 2017, Andy Murray e Novak Djokovic, atuais 1º e 2º colocados do ranking da ATP, respectivamente, decepcionaram e caíram cedo na competição. “Uma surpresa. Mas não é mais que um torneio, precisamos esperar para ver o que acontece. Não tenhamos conclusões precipitadas. Para mim, os favoritos dos próximos grandes eventos da temporada seguem sendo Djoko e Murray”, completou.

O próximo compromisso de Nadal em quadras rápidas começará na próxima segunda-feira, no ATP 500 de Rotterdam, na Holanda. Após o número três do mundo, Stan Wawrinka, anunciar sua saída do evento devido a uma lesão no joelho, o espanhol será o tenista de maior ranking na competição.