Futebol Internacional

Neymar é o segundo jogador mais valioso em estudo da KPMG

São Paulo , SP
24/06/2019 13:36:55 — 24/06/2019 14:49:57

Em: Barcelona, Bastidores, Futebol, Futebol Internacional, Notícias, Paris Saint Germain, Real Madrid

Mesmo em meio aos escândalos recentes, Neymar é o segundo jogador mais valioso em lista da KPMG Football Benchmark. Nesta segunda-feira a empresa divulgou um estudo em que o brasileiro está avaliado em 195 milhões de euros (R$ 849 milhões). Segundo a publicação, o camisa 10 do Paris Saint-Germain foi o único atleta a ter uma desvalorização de mais de 30 milhões de euros (R$ 130,5 milhões).

Neymar tem passe avaliado em R$ 849 milhões em estudo da KPMG (Foto: Franck Fife/AFP)

O primeiro é Mbappé, com valor de 225 milhões de euros (R$ 979 milhões). Quem fecha o pódio é Lionel Messi, avaliado em 190 milhões de euros (R$ 827 milhões). Philippe Coutinho, que era o décimo no último ranking, teve uma desvalorização de mais de 20 milhões de euros (R$ 87 milhões) e foi superado por Sterling, que chegou à sétima posição, valendo 130,1 milhões de euros (R$ 566 milhões).

Eden Hazard é o único entre os mais caros que já completou uma transferência nesta janela do meio do ano. Ele trocou o Chelsea pelo Real Madrid e viu seu valor chegar aos 162,8 milhões de euros (R$ 708,6 milhões), indo de sexto para quarto.

O mesmo estudo da KPG, mostra os dez jogadores que mais valorizaram no ano. Entre eles está Rodrygo, que deixou o Santos para se transferir ao Real Madrid. Ele teve um salto de 35 milhões de euros (R$ 152 milhões) em seu valor de mercado.

Rodrygo é sexto jogador que mais valorizou em 2019 segundo KPMG (Foto: Oscar del Pozo/AFP)

Jadon Sancho, atacante de 19 anos do Borussia Dortmund, teve valorização de 49,6 milhões de euros (R$ 216 milhões) e lidera o ranking. Luka Jovic, de 22 anos, que recentemente foi para o Real Madrid, ficou 45,1 milhões de euros mais caro (R$ 196 milhões) e ocupa a segunda posição. Frenkie de Jong, meia de 22 anos do Barcelona, viu seu valor aumentar em 39,4 milhões de euros (R$ 171,5 milhões) completa o pódio.

Vale destacar que o estudo da empresa avalia mais de 4.000 atletas de 11 países. São avaliadas apenas as primeiras divisões de: Argentina, Bélgica, Brasil, Inglaterra, França, Alemanha, Itália, Holanda, Portugal, Espanha e Turquia.