Gazeta Esportiva

Hazard critica protesto da Alemanha: "Estou aqui para jogar futebol"

São Paulo, SP

24/11/22 | 15:53

A seleção da Alemanha, antes da estreia contra o Japão, protestou contra a medida da Fifa em conjunto com o governo do Catar de proibir várias seleções da Copa do Mundo de usar as braçadeiras de capitão "One Love". Após o gesto, os alemães foram criticados, com parte da opinião pública atribuindo a derrota ao protesto.


Um dos críticos da ação foi o meia Eden Hazard. De acordo com o belga, seria melhor se a equipe não tivesse feito nada e ganhasse o confronto.

"Então eles perderam o jogo. Eles teriam feito melhor se não o fizessem e ganhassem. Estamos aqui para jogar futebol, não para enviar mensagens políticas", afirmou o meia do Real Madrid.

O capitão da Bélgica também disse que no momento está focado apenas em jogar futebol. "Não me sinto à vontade para falar de tudo isto porque estou aqui para jogar futebol. Não queria começar o jogo com um cartão amarelo, teria sido desconfortável para o resto do torneio".


 

 

Deixe seu comentário