Brasil termina Mundial de Kazan em 10º no polo aquático feminino

São Paulo, SP

05-08-2015 15:31:59

A seleção brasileira feminina de polo aquático termina o Mundial de Kazan, na Rússia, em 10º lugar. O Brasil acabou derrotado pela Hungria por 22 a 7 (5:2, 6:2, 6:0 e 5:3) nesta quarta-feira e repetiu o resultado da edição de 2007, realizada em Melbourne. A partida encerra um ciclo de competições da qual a equipe participava, que incluiu a Liga Mundial, os Jogos Pan-Americanos, o Mundial e alguns treinamentos no exterior.

Melani Dias, Gabriela Mantellato e Amanda Oliveira marcaram para o Brasil, enquanto Marina Zablith e Izabella Chiappini anotaram dois cada. Atrás no primeiro quarto, a seleção só promoveu um confronto mais equilibrado no segundo período, quando ficou apenas um ponto atrás das húngaras no placar (3-2). No entanto, as adversárias atuaram bem e ampliaram, fechando em 6-2 e, na sequência, segurando o terceiro quarto em 6-0. O último período mostrou boa atuação brasileira, mas não a tempo de reverter o resultado.

“O time não conseguiu jogar. Parecia o time antes de todo o trabalho feito pela comissão técnica. Nunca mais tínhamos levado um placar tão alto. É claro que isso nos deixou chateadas. Mas sabemos que temos condições de representar bem o Brasil. Já demonstramos a força do grupo em outros jogos”, avaliou a marcadora Vivi Bahia.

Já o auxiliar técnico Roberto Chiappini acredita que a derrota mostrou a diferença do Brasil em relação às seleções de elite. Para ele, a solução está em treinar mais com equipes de alto nível para conseguir resultados melhores no futuro.

“Entramos respeitando em demasia o time da Hungria. Isso atrapalhou o nosso desenvolvimento na água. Não é possível nem fazer uma avalição do desempenho da Seleção. Será preciso enfrentá-las muitas vezes para modificar o quadro e fazer com que a equipe entre solta como fez contra a China, que venceu a Hungria em Kazan. Este é um aprendizado que fica para o período antes das Olimpíadas”, observou.

Deixe seu comentário