Após depoimento de Najila, advogada de Neymar comparece à delegacia

Felipe Leite* - São Paulo,SP

19-06-2019 17:08:15

A advogada de Neymar, Maíra Fernandes, que defende o atleta da Seleção Brasileira na acusação de estupro feita por Najila Trindade, compareceu à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), localizada em Santo Amaro, zona sul da capital paulista, nesta quarta-feira.

"É meu dever acompanhar as investigações", falou a advogada, que ficou por cerca de 20 minutos na DDM, após a breve estadia no local.

O motivo do aparecimento de Maíra Fernandes foi o segundo depoimento 'surpresa' de Najila Trindade quanto ao caso, na última terça-feira. A modelo teve seu depoimento acompanhado pela Promotora de Enfrentamento à Violência Doméstica que acompanha o caso, Flávia Merlini. Em sua saída da Delegacia, a promotora evitou dar detalhes, mas revelou que foram feitas à modelo perguntas pertinentes sobre o que ocorreu em Paris.

Por conta disso, a defesa de Neymar voltou a aparecer na delegacia para se inteirar dos novos fatos sobre o caso. Maíra Fernandes não deu maiores detalhes.

Advogado de Najila faz consulta sobre acareação

(Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O advogado Cosme Araújo, terceiro a assumir a defesa de Najila Trindade na acusação de estupro contra Neymar, fez uma consulta sobre o pedido de acareação com a delegada Juliana Lopes Bussacos, responsável pela investigação do caso, também nesta quarta-feira. Acareação é a confrontação de duas ou mais testemunhas cujos depoimentos anteriores não foram suficientemente esclarecedores.

Isso colocaria a modelo e o jogador frente a frente na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), localizada em Santo Amaro, zona sul da capital paulista.

Cosme Araújo compareceu à DDM no final da manhã e início da tarde para fazer uma consulta sobre o pedido de acareação com a delegada Juliana Lopes Bussacos, responsável pela investigação do caso, mas recebeu a resposta de que era necessária uma formalização. O advogado prometeu retornar por volta das 15h00 (horário de Brasília), mas até o momento desta nota, não havia aparecido na delegacia.

O pedido de acareação não é comum para casos de suspeita de estupro e violência doméstica, já que pode haver constrangimento para a vítima.

* Especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário