Torcida do São Paulo briga com polícia e causa confusão no Morumbi

São Paulo, SP

07-07-2016 00:26:29

O clima já era ruim em função da derrota por 2 a 0 para o Atlético Nacional-COL, em pleno Morumbi, na noite desta quarta-feira. Ficou pior quando, após o apito final, torcedores do São Paulo começaram a brigar entre si ainda nas dependências internas do estádio, com alguns torcedores acusando "organizados" de partirem para cima de outros são-paulinos. A confusão fez com que a Polícia Militar reagisse com bombas de efeito moral e balas de borracha sobre aqueles que provocaram o combate que sucedeu ao jogo de ida pelas semifinais da Copa Libertadores da América.

Consequentemente, a saída dos torcedores do Morumbi foi complicada. As pessoas saíram correndo, mas ainda encontraram um clima de guerra na Praça Roberto Gomes Pedrosa, localizada em frente ao estádio. O embate se estendeu por cerca de meia hora entre torcedores e policiais militares.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Primeiramente em menor número, os PMs foram alvos de diversas garrafadas e bombas, protegendo-se com escudos. Passados cerca de dez minutos, um reforço policial chegou ao local e fez com que a frente avançasse, ainda sob garrafas de pessoas localizadas próximas à subida da Avenida Giovanni Gronchi.

Quando os ataques dos torcedores cessaram, a circulação foi liberada por um breve período, mas novas bombas foram lançadas, dessa vez ao estacionamento de entrada do Morumbi. A Polícia novamente se mobilizou para mais alguns minutos de embate, encerrados com correria por parte dos torcedores.

Sem conseguir explicar os focos da confusão, a PM conseguiu deter nove torcedores, alguns com camisas de organizadas. Segundo o tenente-coronel Gonzaga, 12 policiais saíram feridos do embate.

Pelo menos três torcedores foram encaminhados ao ambulatório do Morumbi. Uma menina e um rapaz desacordados deram entrada no local, mas não tinham relação com a confusão. A primeira teve uma reação alérgica e sangrou pelo nariz, enquanto o segundo entrou em coma alcoólico ainda antes do fim do jogo. Um outro saiu de maca, mas, assim como os outros provenientes da briga, foi medicado e liberado na sequência. Não houve nenhuma pessoa com ferimentos graves.

"Pelo tumulto presenciado aqui, creio que o resultado foi até tranquilo. Os pacientes que chegaram pra gente foram três. Dois por ferimento de bala de borracha, foram prontamente atendidos e já foram embora, e o terceiro por um corte no pé, provavelmente pisou em um caco de vidro na rua", disse Pedro Batista Júnior, médico do ambulatório do Morumbi.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?