Gomes isenta diretoria por crise e não vê problema interno no Tricolor

José Victor Ligero - São Paulo,SP

25-08-2016 01:20:22

O técnico do São Paulo, Ricardo Gomes, isentou a diretoria do clube de culpa pela crise em que o time se colocou depois de perder, na noite desta quarta-feira, para o Juventude, em pleno Morumbi, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Após a derrota por 2 a 1, o novo treinador do Tricolor fez um breve diagnóstico e descartou, ao menos por enquanto, problemas internos no elenco são-paulino.

"A comissão técnica e os jogadores são o mais importante. A diretoria é o suporte. Os problemas de agora não são por causa da diretoria. O São Paulo dá tudo do bom e do melhor para os jogadores. A pressão tem que ser entre os jogadores e a comissão técnica, a diretoria faz o melhor para o São Paulo", avaliou o técnico, durante entrevista coletiva concedida no Morumbi.

Com apenas dois jogos à frente da equipe, Ricardo Gomes ainda minimizou a declaração de Maicon após mais um tropeço em casa. O zagueiro reclamou do futebol apresentado pelo Tricolor e pediu à diretoria que intervisse na situação. Fez o mesmo sobre a permanência de Julio Buffarini e Diego Lugano no banco de reservas mesmo depois de todos os jogadores terem deixado o gramado. O argentino e o uruguaio, que não atuaram nesta noite, disseram que ficaram debatendo o que poderia ser feito para tirar o time do mau momento.

"Temos que regular, mas nada assim que eu veja demais. Em uma semana (de trabalho), não vejo nada de muito importante. Faltam resultados, aí vem falta de confiança e aparecem vários problemas", disse o treinador, que estreou no último domingo, no empate por 1 a 1 contra o Internacional, em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro.

Por fim, Gomes reforçou que ainda não detectara problemas dentro do elenco e garantiu que quando os atletas recuperarem a confiança, os resultados positivos voltarão a acontecer. "Os jogadores precisam de resultados e, se isso não acontece, eles perdem a confiança e sem ele ninguém joga bem. Temos de recuperar a confiança dos jogadores. Isso está bem claro pra mim.", analisou, antes de ponderar sobre sua avaliação.

" Não vejo nenhum problema extra campo. Estou chegando, posso estar errado", concluiu.

O certo é que Ricardo Gomes poderá recuperar a confiança de seus jogadores no próximo domingo, quando o São Paulo enfrentará o Coritiba, às 16 horas (de Brasília), novamente no Morumbi, pela 22ª rodada do Brasileirão.

O duelo de volta contra o Juventude está marcado somente para o dia 21 de setembro, em Caxias do Sul, no estádio Alfredo Jaconi. O Tricolor precisa de uma vitória por dois gols de diferença para avançar às quartas de final. Caso devolva o placar desta quarta, a vaga será definida na disputa por pênaltis.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?