Santos trocou o branco e azul pelo alvinegro há exatos 107 anos

São Paulo, SP

31-03-2020 14:08:08

As cores sugeridas ao "Santos Foot-Ball Club" em sua fundação, no dia 14 de abril de 1912, foram branco e azul, com um friso dourado entre as duas. A ideia era agradar o Clube Concórdia, dono do salão, das mesmas cores. Só que a camisa tricolor nunca foi usada.

Em 31 de março de 1913, quase um ano depois e há exatos 107, uma reunião na Sociedade União dos Empregados do Comércio definiu o alvinegro.

"Preto e branco. O preto da nobreza e o branco da paz", teria sugerido o sócio Paulo Peluccio, de acordo com o Centro da Memória do Peixe.

O manto branco, azul e dourado era impraticável pela dificuldade de encontrar o "ouro" nos tecidos e pela deterioração das cores depois da lavagem. Branco e preto era mais fácil.

"E as camisas terão listras grossas, verticais, pretas e brancas, com calções brancos e meias pretas", teria prosseguido Peluccio, e também com aprovação unânime.

Dois meses depois, em 13 de maio de 1913, uma terça-feira, o Santos foi para São Vicente fazer o seu primeiro jogo como Alvinegro. Lá venceu o São Vicente Athletic Club por 5 a 0, em jogo em comemoração dos 25 anos da Lei Áurea. O time foi: Fauvel, Geraule, Eurico e Esmeraldo; Raymundo Marques, Urbano Caldeira, Nilo, Machado e Arnaldo Silveira. Urbano também foi o técnico.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Santos?