Santos tem dois trunfos pela contratação de lateral do Guarani

Lucas Musetti Perazolli - Santos,SP

07-07-2020 07:00:49

O Santos tem dois trunfos para tentar trazer Matheus Bidu, lateral-esquerdo do Guarani bem avaliado pela equipe de análise de desempenho do Peixe.

Além da vontade de Bidu em disputar a Série A, o Bugre deve ao Alvinegro e tem interesse no atacante Lucas Braga, hoje na Internacional de Limeira.

O Santos poderia abater a dívida com o Guarani para a vinda de Bidu - mesmo assim, um investimento considerável seria necessário. E envolver Braga pode diminuir ainda mais os valores.

O Bugre deve ao Peixe por salários não pagos de empréstimos recentes, como de Diego Cardoso, Matheus Oliveira e Rafael Longuine.

E o Guarani quer Lucas Braga, como a Gazeta Esportiva antecipou. O atacante ficará na Inter de Limeira até o fim do Campeonato Paulista. A intenção dele é jogar na Série A se o Santos não reintegrá-lo, mas o desejo por Bidu pode mudar os planos.

Bidu tem contrato com o Guarani até 28 de março de 2022. A multa rescisória do ala de 21 anos é de R$ 8 milhões no mercado nacional e 20 milhões de euros (R$ 85 mi) para o exterior. O Bugre tem 60% dos direitos econômicos.

Em entrevista à Gazeta, Matheus Bidu falou sobre o interesse do Santos.

"Fico feliz por um clube de tamanha expressão no futebol cogitar meu nome, mas no momento estou focado nos treinos e na volta do campeonato. Sobre o que vai acontecer depois, eu não sei", resumiu.

O jovem disputou seis partidas do Paulistão antes da paralisação por causa do novo coronavírus, fez um gol e deu duas assistências. Ele foi indicado pelo ex-técnico do sub-20 do Alvinegro, Márcio Zanardi, em 2019, porém, não houve negociação àquela altura. O clube, agora, avalia o jogador.

Bloqueio na Fifa

Vale lembrar que o Santos está impossibilitado de contratar pela Fifa por conta da dívida com o Hamburgo, da Alemanha, por Cleber Reis. O débito no acordo de 2017, realizado pelo ex-presidente Modesto Roma, foi acrescido de multa e juros e está em cerca de 4,5 milhões de euros (R$ 26 mi). O Peixe projeta o "desbloqueio" neste mês.

Antes da punição da Fifa, o Alvinegro contratou apenas dois reforços: o lateral-direito Madson e o atacante Raniel, ambos de graça e envolvidos em trocas com Victor Ferraz e Vitor Bueno no Grêmio e São Paulo, respectivamente.

O Santos tem pouco dinheiro, mas prioriza a lateral esquerda a pedido do técnico Jesualdo Ferreira. As opções na base, como Alan Cardoso e Lucas Sena, não chamaram a atenção até o momento. O zagueiro Luan Peres e os meio-campistas Diego Pituca e Jean Mota podem atuar de forma improvisada na função.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Santos?