Presidente do Santos promete transporte para sócios de SP votarem o impeachment

Correspondente Lucas Musetti Perazolli - Santos , SP
19/09/2018 06:00:45

Em: Escolha do editor, Futebol, Notícias, Santos
Presidente do Santos corre risco de impeachment (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O presidente do Santos, José Carlos Peres, promete facilitar a ida do associado para a Vila Belmiro no dia 29, com a votação pelo impeachment ou a permanência do dirigente no Peixe.

A ideia é disponibilizar vários ônibus de São Paulo para a Baixada Santista em uma ação do alvinegro, independentemente do “sim” ou do “não” das urnas.

“No momento que disponibilizarmos ônibus, seria para todos os sócios, a favor ou contra. Ideia é essa. Ninguém vai ficar em cima do cara. Pode sofrer só aqui (na Vila Belmiro), dos dois lados, com gente tentando cooptar”, explica o presidente.

O Santos está preocupado com a proteção dos associados para a assembleia. Haverá um grande esquema de segurança, com apoio da Polícia Militar. Com o clima hostil entre situação e oposição, o objetivo é diminuir o risco de qualquer incidente.

O Peixe quer evitar a formação de filas fora da Vila Belmiro, com maior dinâmica no voto. Em dezembro, na eleição presidencial, diversos sócios ficaram entre seis e horas até registrar o apoio a um dos quatro candidatos.

Urnas em São Paulo

José Carlos Peres fez força para o associado poder votar no Business Center, na capital, mas não foi atendido pelo Conselho Deliberativo. O presidente Marcelo Teixeira acredita que o estatuto é claro em votação apenas na sede do clube.

Sócios de São Paulo protocolaram pedidos por urnas na capital nesta semana. São três requerimentos, em um total de 417 assinaturas. A resposta será dada em breve.

“As Assembleias Gerais serão realizadas na sede de Santos e, por requerimento do presidente do Conselho Deliberativo, ou de 30 (trinta) Conselheiros, ou do Comitê de Gestão, ou de 100 (cem) associados, em cidades que distem pelo menos 50 (cinquenta) quilômetros da cidade de Santos, onde houver mais de 500 (quinhentos) associados aptos a votar, que deverão estar listadas devidamente no edital de convocação, sendo que a votação nessas cidades somente ocorrerá nas Assembleias Gerais cuja ordem do dia for eleição do Presidente e do Vice-Presidente do Comitê de Gestão e/ou dos membros do Conselho Deliberativo, conforme itens (a) e (b)(i) do artigo 25 deste Estatuto”, aponta o artigo 29 do Estatuto Social.




×
Quer receber notícias do Santos?