Gazeta Esportiva

Goleiros do Santos não defendem pênalti há mais de um ano; veja números

São Paulo, SP

20/01/23 | 06:00

O Santos perdeu para o Guarani na última quarta-feira por 2 a 0, em Campinas, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O jogo aumentou um incômodo jejum para o Peixe: falta de defesas de pênaltis. Os goleiros do clube não conseguem barrar uma cobrança dos rivais há mais de um ano.

A última vez que um arqueiro santista defendeu uma penalidade máxima foi em 14 de outubro de 2021, ou seja há um ano e três meses. Na ocasião, João Paulo pegou um pênalti de Nacho Fernández, do Atlético-MG. O camisa 34, porém, deu rebote e viu o argentino confirmar a vitória do Galo por 3 a 1.


Titular absoluto do Santos desde 2020, João Paulo não tem um bom desempenho no quesito. Ao longo de toda a sua carreira, o capitão alvinegro já enfrentou 26 pênaltis. Destas, ele defendeu apenas duas.

Além da batida de Nacho, ele garantiu o empate de 1 a 1 com o Fortaleza, na Arena Castelão, em agosto de 2021. Na ocasião, ele evitou que Lucas Crispim colocasse os mandantes na frente já nos acréscimos do segundo tempo.

Além das duas defesas, João Paulo também contou com a sorte em outras duas cobranças, contra Flamengo (Gabigol acertou a trave) e Palmeiras (Raphael Veiga carimbou o poste).

Já John, que era o reserva imediato do camisa 34 até acertar a sua transferência para o Inter, nunca defendeu um pênalti. São cinco batidas e cinco bolas na rede.

O Santos volta a campo agora no domingo, quando encara o São Bernardo, pela terceira rodada do Paulistão. A bola rola no gramado do Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo, a partir das 18h30 (de Brasília).

Deixe seu comentário