Análise: Santos deixa a desejar mais uma vez e vê decisão contra o Táchira ganhar mais peso

Redação - São Paulo,SP

03/07/22 | 06:00

Por Rodrigo Matuck

O Santos perdeu por 2 a 1 para o Flamengo na noite deste sábado, em plena Vila Belmiro, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O embate é mais um que entra para a galeria dos que o torcedor do Peixe vai querer esquecer.

Isso porque a atuação do Alvinegro Praiano foi, mais uma vez, decepcionante. Depois de um empate sofrível com o Deportivo Táchira-VEN por 1 a 1, no meio de semana, pela Sul-Americana, a esperança era de ver um futebol mais vistoso diante dos cariocas, já que os titulares foram poupados da viagem para a Venezuela.

Mas não foi o que aconteceu, especialmente nos primeiros 45 minutos. O Santos iniciou o jogo com a estratégia de se postar na defesa e apostar nos contra-ataques. Quando tinha a bola nos pés, no entanto, os jogadores da casa não sabiam o que fazer e logo devolviam a posse para os visitantes.

Foram muitos erros de passes. Segundo dados do Footstats, o time de Fabián Bustos errou 16 dos 146 passes que efetuou no primeiro tempo, gerando uma porcentagem de acerto de 89%.

Do outro lado, o Flamengo, que usou um time reserva, aproveitou para enfileirar chances de gols. As principais ações nasciam pelas laterais, especialmente pela direita, com Marinho e Everton Ribeiro, que deitaram e rolaram para cima de Felipe Jonatan. Assim nasceu o primeiro gol. O ex-santista tocou para o meia, que cruzou com perfeição para Pedro marcar.

Na volta do intervalo, o Peixe até melhorou e conseguiu buscar o empate com uma cobrança de falta de Zanocelo. Logo depois, entretanto, o time vacilou na defesa novamente e viu Gabigol calar a Vila Belmiro. No fim, a equipe rondou a área adversária, mas não teve criatividade para reverter o resultado.

Com a má atuação, o jogo contra o Deportivo Táchira-VEN, marcado para esta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), ganhou ainda mais peso, especialmente para o Bustos, que pode ter a sua última chance de mostrar que merece ficar no banco de reservas do clube paulista.

Com o empate de 1 a 1 da ida, o Santos precisa de apenas uma vitória simples na Vila Belmiro para avançar às quartas de final da Sul-Americana.


Deixe seu comentário