Agente e Neymar pai desconversam sobre Lucas Lima no Barcelona

São Paulo, SP

22-06-2017 22:16:51

Na reta final de seu contrato com o Santos, Lucas Lima é cotado para defender o Barcelona a partir de 2018. Wagner Ribeiro e o pai de Neymar, empresário e gestor da carreira do meia, desconversaram sobre a possível transferência ao time espanhol na noite desta quinta-feira.

“Ainda não tem nada, gente. É especulativo. Não é verdade ainda. A gente vai fazer o possível para ajudar o Lucas a encontrar o melhor resultado. Mas a única proposta que temos ainda é a do Santos Futebol Clube”, afirmou Neymar pai antes de um leilão em prol do Instituto Neymar Jr., realizado em um hotel na capital paulista.

Como tem contrato com o Santos até o dia 31 de dezembro, Lucas Lima fica livre para assinar com outro clube a partir do dia 1º de julho. Ao desconversar sobre a possível transferência ao Barcelona, Wagner Ribeiro também citou a oferta do time brasileiro, mas afirmou que ela não é interessante para o meia.

“A proposta do Santos é uma das melhores do futebol brasileiro. Maravilhosa. Mas, para ele, economicamente, não compensa”, afirmou o empresário. “Estou viajando na semana que vem para o exterior e vou tratar com um clube italiano. Tem outros clubes que estão nos procurando também”, disse, sem revelar os nomes dos interessados.

O Santos detém apenas 10% dos direitos econômicos de Lucas Lima, já que o restante está dividido entre o fundo Doyen (80%) e o empresário Edson Khodor (10%). Antes de participar do leilão em São Paulo, o pai de Neymar ainda negou que tenha um encontro marcado com representantes do Barcelona para tratar da transferência. Seu filho, contudo, admitiu que está ajudando na negociação. 

“Não é verdade. A reunião que vamos ter é com o Lucas. Encontrei ele hoje para conversar sobre o futuro e se a gente aceita ou não a renovação (com o Santos). É isso que vai ser a conversa. Não tem mais nada além disso”, declarou o pai de Neymar, tratando de minimizar a influência no destino do meia.

“Não sou empresário de jogador de futebol. Sou gestor. Quem vai decidir isso são os empresários dele. Até então, eles não me entregaram proposta alguma além da do Santos Futebol Clube, que vamos avaliar na segunda-feira. Não tenho esse poder de ficar indicando jogador”, encerrou.

Deixe seu comentário