Portuguesa entra com ação para suspender leilão do Canindé

São Paulo, SP

17-11-2016 18:22:55

A Portuguesa ainda tenta evitar o leilão do Canindé, estádio onde a equipe manda suas partidas. Nesta quinta-feira, o clube entrou com pedido de de antecipação de liminar no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-2ª Região) de São Paulo.

O objetivo é barrar o leilão do local, marcado para esta sexta-feira, 18 de novembro. A Lusa entregou um documento indicando que o valor do Canindé é de R$ 360.990.190,10. A Justiça determinou R$ 74 milhões como lance inicial.

Canindé pode ser leiloado nesta sexta-feira (Foto: Divulgação)
Canindé pode ser leiloado nesta sexta-feira (Foto: Divulgação)

"Antes do leilão, é preciso ter certeza do valor de avaliação do imóvel. Por isso, estamos pedindo a suspensão para que seja feita a reavaliação do mesmo com base no que prevê o artigo 873, incisos II e III do Código de Processo Civil. O valor divulgado não condiz com o valor de mercado", argumentou o advogado Mauricio de Figueiredo Corrêa da Veiga, que defende o clube na ação.

Caso o estádio seja leiloado, a Portuguesa pode conseguir o valor necessário para quitar algumas de suas dívidas, incluindo um débito de R$ 47 milhões com o ex-jogador Tiago de Moraes Barcellos.

A Lusa vive grave crise financeira, que se refletiu na queda da equipe de futebol do clube. Desde a queda para a Série B, em 2013, causada pelo imbróglio envolvendo a escalação irregular do meia Heverton, o time não se recuperou.

Em 2016, acabou rebaixado à quarta divisão do Campeonato Brasileiro. No estadual, também não faz parte da elite, participando da segunda divisão.

Deixe seu comentário