Mãe de Guerrero diz que filho está "destroçado" e cita possível complô

São Paulo, SP

14-05-2018 15:48:52

Como era de se esperar, a ampliação da pena para 14 meses abalou Paolo Guerrero. De acordo com sua mãe, Petronila Gonzales, conhecida como Dona Peta, o atacante está "destroçado" com a notícia, que lhe tirou a oportunidade de disputar a Copa do Mundo pelo Peru.

"Meu filho está destroçado. Como eu lhe disse um dia, estão lhe cortando as pernas. Sua profissão foi o futebol durante toda sua vida, por que vão pará-lo? Eu queria levantar minha voz faz tempo, mas praticamente me calaram a boca e disseram para ter paciência, e eu os ouvi", contou Dona Peta em entrevista ao site peruano RPP.

De cabeça quente, Petronila Gonzales também levantou a possibilidade de um complô contra Guerrero, acusando - sem provas - Claudio Pizarro. Os dois foram companheiros no Bayern de Munique e o centroavante do Colonia, da Alemanha, voltou a ser convocado para a seleção peruana após a suspensão do maior artilheiro da seleção peruana.

"Estão lhe cortando as pernas porque há outros interesses... Claudio Pizarro. Desde o Bayern de Munique ele vem prejudicando meu filho. Ele (Guerrero) sempre ofereceu sua amizade a Pizarro, mas fiquei muito ressentida porqu3e a vida toda o o pai de Pizarro dizia que seu filho era melhor que o meu. O pai dele inclusive disse para Guerrero procurar outro clube", bradou indignada a mãe de Guerrero.

A mãe do camisa 9 ainda disse que Paolo sempre teve uma trajetória limpa e nunca sentiu uma dor tão grande como a que ele está sofrendo neste momento.

"Paolo teve uma carreira intocável. É um menino que saiu de baixo e conseguir seu aquilo que queria. O que fizeram não tem perdão de Deus. Esta é a maior dor da sua vida, isso não se faz com ninguém. Sempre pedi justiça e ensinei meu filho a sempre dizer a verdade, não mentiras. Por que o puniram? Acho que é porque ele é melhor futebolistas do Peru", concluiu.

Deixe seu comentário