Futebol/Bastidores

Técnico do Paraná minimiza saída de jogadores do clube

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba, PR -
06/01/2015 19:01:00

Em: Bastidores, Futebol, Paraná, Região Sul

O ano de 2014 foi complicado para o Paraná Clube, que deixou jogadores sem salários por mais de quatro meses e preciso lutar para escapar do rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Para esta temporada, a perspectiva não é a melhor possível, mas a diretoria promete mudanças na gestão, a começar pela folha salarial. Isso reflete na saída de atletas importantes, mas, para o técnico Luciano Gusso, tudo dentro de um panorama esperado pela situação.

“É natural, são atletas importantes, que foram importantes no ano passado, mas que, dentro da realidade do Paraná hoje, não tem como dar continuidade”, afirmou o treinador, que defende a reformulação quase que total do elenco. “É um trabalho de reestruturação, é necessário que passe, e estamos trabalhando dentro disso, entendendo as dificuldades, mas que vamos trabalhar para que o Paraná venha a ser um grupo vencedor”, ponderou.

Além de nomes como Alisson, Auremir, Thiago Humberto, Edson Sitta, Arthur, Tiago Alves, Lucas Otávio, Pedro Castro e Thiaguinho, todos já fora do clube, outros atletas devem definir seu futuro nos próximos dias, possivelmente longe da Vila Capanema. São os casos do meia Lúcio Flávio e do atacante Giancarlo.

Agora, com cinco novos reforços na reapresentação e alguns garotos da base sob observação, a montagem do elenco já começou, mas o comandante paranista pede paciência, pois o processo precisa de tempo. “Estamos nos esforçando para isso, sabemos que não é fácil fazer uma equipe que possa representar o Paraná por toda a tradição. Mas a diretoria está trabalhando para ter um time competitivo”, finalizou.

“É um trabalho de reestruturação”, disse Luciano Gusso, técnico do Paraná, sobre o início desta temporada
“É um trabalho de reestruturação”, disse Luciano Gusso, técnico do Paraná, sobre o início desta temporada – Credito: Divulgação/Paraná