Nobre exalta Marcos por vitória na Liberta sobre “freguês” Corinthians

São Paulo, SP

07-06-2020 14:50:05

 

Ver essa foto no Instagram

 

Existem jogos que são tão importantes que valem como um titulo... é dificil entender, so quem viveu esses jogos mesmo pra saber qual o sentimento! Ontem completou 20 anos de um desses jogos! Era a semi final do Libertadores de 2000, quando após perder o primeiro jogo, o PALMEIRAS se superou e venceu de virada nosso maior rival, Corinthians, fregues nessa competição mais uma vez! Foi simplesmente mágico! Após o gol de cabeça do Galeano em um falta batida com maestria pelo Alex, fomos para disputa de penatis.... e ai brilhou a estrela de um dos maiores goleiros da historia do futebol brasileiro e mundial.... o Marcão pegou o último penalti - batido por um jogador adversário totalmente odiado pelos palmeirenses - garantindo nossa vitória! Antologico, inesquecível, histórico! Muito obrigado a todo aquele grupo, dirigido pelo Felipão e Murtosa, por essa alegria!🤙

Uma publicação compartilhada por Paulo Nobre OFICIAL (@paulonobrepalmeirense) em

A vitória do Palmeiras sobre o Corinthians pela semifinal da Copa Libertadores 2000 completou 20 anos no último sábado. Neste domingo, por meio de seu perfil oficial no Instagram, o ex-presidente Paulo Nobre exaltou o goleiro Marcos pelo feito contra o arquirrival.

Derrotado por 4 a 3 na primeira partida, o Palmeiras venceu a segunda por 3 a 2. Na decisão por pênaltis, o meia Marcelinho, maior ídolo do time corintiano e especialista em bolas paradas, bateu para defesa de Marcos e a equipe palestrina ganhou por 5 a 4.

“Existem jogos que são tão importantes, que valem como um titulo... É difícil entender, só quem viveu esses jogos mesmo para saber qual o sentimento! O Palmeiras se superou e venceu de virada nosso maior rival, Corinthians, freguês nessa competição mais uma vez!”, escreveu Nobre.


O ex-presidente postou fotos do goleiro Marcos, do volante Galeano, responsável pelo gol da vitória no tempo normal, e do atacante Euller, autor do primeiro gol. Em seu texto, ele destacou o fato de Marcelinho ter sido o responsável por perder a cobrança decisiva.

“Foi simplesmente mágico! Brilhou a estrela de um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro e mundial. O Marcão pegou o último pênalti, batido por um jogador adversário totalmente odiado pelos palmeirenses, garantindo nossa vitória! Antológico, inesquecível, histórico!”, publicou.

Após eliminar o Corinthians da Copa Libertadores pelo segundo ano consecutivo, o Palmeiras, então defensor do título, encarou o Boca Juniors na final. O time dirigido por Felipão empatou por 2 a 2 na Bombonera, por 0 a 0 no Morumbi e perdeu por 4 a 2 nos pênaltis.

 

Deixe seu comentário