Nacional ganha nos penais e Palmeiras é vice em prévia da Libertadores

São Paulo, SP

24-01-2016 01:37:04


O Palmeiras iniciou a temporada de 2016 com o vice-campeonato da Copa Antel. Na noite deste sábado, em uma prévia da Libertadores, o time alviverde perdeu a decisão do torneio amistoso para o Nacional por 4 a 3 nos pênaltis após empate por 0 a 0 no tempo normal.

Em uma partida equilibrada, o Palmeiras criou as melhores oportunidades no Estádio Centenário, mas não foi capaz de evitar o empate sem gols ao final dos 90 minutos. Diferentemente da Copa do Brasil 2015, o time brasileiro levou a pior na disputa por pênaltis, embora o goleiro Fernando Prass tenha brilhado com defesas e gol.

Palmeiras e Nacional voltarão a se encontrar em breve, já que integram o Grupo 2 da Copa Libertadores ao lado do Rosario Central e do vencedor do duelo entre Universidad de Chile e River Plate-URU. Os dois times jogam novamente nos dias 9 (em São Paulo) e 17 (em Montevidéu) de março.

A delegação palmeirense retorna ao Brasil já na tarde deste domingo. O time comandado pelo técnico Marcelo Oliveira passa a pensar na primeira rodada do Campeonato Paulista, programada para o dia 31 de janeiro, contra o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto.

O Jogo – O treinador palestrino resolveu iniciar a partida com o meio-campista Moisés e o atacante Erik entre os titulares. A exemplo do que ocorreu na última temporada, o time alviverde teve dificuldades para sair jogando e deu alguns chutões diante da linha de marcação avançada do Nacional.

A equipe uruguaia foi superior nos minutos iniciais, mas não conseguiu assustar o goleiro Fernando Prass. Aos 24 minutos da etapa inicial, o Palmeiras levou perigo em cobrança de falta. Robinho rolou e Zé Roberto ajeitou para chute potente de Moisés, perto da trave direita de Mejia.

O goleiro Fernando Prass brilhou, mas não conseguiu evitar a derrota (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)
O goleiro Fernando Prass brilhou nos pênaltis, mas não conseguiu evitar a derrota (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)

O Palmeiras teve a melhor oportunidade do primeiro tempo aos 38 minutos. Um lançamento de Polenta foi interceptado no meio-campo e a bola sobrou para Robinho. Dudu recebeu belo passe do meia, invadiu a área e chutou para defesa de Mejia. Alecsandro tentou converter no rebote, sem sucesso.

Apesar do caráter amistoso do torneio, os palmeirenses se reuniram no gramado antes do segundo tempo e ouviram algumas palavras do capitão Zé Roberto. Aos 13 minutos, pouco depois de se desentender com Polenta, Alecsandro saiu para entrada de Gabriel Jesus e Matheus Sales entrou no lugar de Arouca.

Aos 16 minutos, Robinho cruzou da direita para cabeçada perigosa de Gabriel Jesus. Três minutos depois, Gabriel Jesus recebeu de Robinho e rolou para cruzamento de Zé Roberto. Antes que Erik pudesse completar para o gol, Olivera fez o corte.

Marcelo Oliveira completou as cinco alterações permitidas ao trocar Lucas, Erik e Robinho por João Pedro, Rafael Marques e Allione. O técnico Gustavo Munúa fez o mesmo e mandou a campo o ex-palmeirense Eguren e o ex-santista Fucile. Já nos acréscimos, Allione cruzou e Leandro Almeida cabeceou para defesa de Mejia.

Com o empate sem gols, a decisão foi para os pênaltis. Pelo Palmeiras, marcaram Zé Roberto, Rafael Marques e Fernando Prass. Dudu, Allione e Gabriel Jesus perderam. Pelo Nacional, anotaram Polenta, Gonzalez, Fucile e Barcia. Apenas Fernandez e Ramirez desperdiçaram. E o time uruguaio ganhou por 4 a 3.

FICHA TÉCNICA:
NACIONAL 0 (4) X (3) 0 PALMEIRAS

Local: Estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai)
Data: 23 de janeiro de 2016, sábado
Horário: 23h15 (de Brasília)
Árbitro: Esteban Ostojich (Uruguai)
Assistentes: Miguel Nievas e Hebert Bogao (ambos do Uruguai)
Cartões amarelos: Romero e Gorga (NAC); Robinho e Moisés (PAL)
Pênaltis:
NACIONAL: Polenta, Gonzalez, Fucile e Barcia marcaram; Fernandez e Ramirez perderam
PALMEIRAS: Zé Roberto, Rafael Marques e Fernando Prass marcaram; Dudu, Allione e Gabriel Jesus perderam

NACIONAL: Mejia; Eroza (Fucile), Gorga, Polenta e Olivera; Romero (Eguren) e Carballo; Ramirez, Tabo (Barcia) e Lopez (Fernandez); Mascia (Gonzalez)
Técnico: Gustavo Munúa

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas (João Pedro), Edu Dracena, Leandro Almeida e Zé Roberto; Arouca (Matheus Sales) e Moisés; Robinho (Allione), Dudu e Erik (Rafael Marques); Alecsandro (Gabriel Jesus)
Técnico: Marcelo Oliveira

 

Deixe seu comentário