Gazeta Esportiva

Abel explica escolha por Menino e pede que Palmeiras contrate “jogadores prontos”

São Paulo, SP

22/01/23 | 20:14 - 22/01/23 | 20:17

O Palmeiras contou com uma novidade na escalação titular do Choque-Rei deste domingo. Ainda sem um substituto de Danilo, Gabriel Menino foi o escolhido para iniciar como volante ao lado de Zé Rafael. Depois da partida, o técnico Abel Ferreira explicou a escolha pela Cria da Academia.

“O Menino nós já conhecemos, sabíamos o que ele nos dá. Jogou o ano passado nos jogos decisivos quando o Danilo esteve ausente. Portanto, sabemos o que ele nos dá e temos dois jogadores que chegaram no ano passado. Um que vem de uma lesão longa, que é o Jailson, e outro que nós queremos ver em uma posição mais recuada, de 5”, disse o treinador.

“Nós sabemos o que o Menino nos dá porque já jogou com os mesmos jogadores aqui em jogos decisivos, mas eu entendi que nestes primeiros jogos deveria ver tanto o Atuesta quanto Jailson, até para lhes dar ritmo de jogo e competitividade. Portanto, está tudo dentro do nosso planejamento. O Menino fez, na minha opinião, um excelente jogo”, completou.

Nos dois primeiros jogos da temporada, o escolhido como titular foi Jailson. Atuesta também recebeu oportunidades no decorrer das partidas. Gabriel Menino havia entrado na reta final dos dois jogos e, no Choque-Rei, foi titular.

Na entrevista coletiva após a partida, Abel Ferreira falou também sobre a busca do Palmeiras por reforços. Na visão do treinador, o clube precisa se reforças com jogadores que façam a diferença de maneira imediata.

“O que posso dizer é que o clube está fazendo um esforço tremendo para poder trazer jogadores. Talvez tenha cometido alguns erros no passado, mas eu quero jogadores prontos, que venham fazer a diferença”, disse o treinador.

“Se vier jogadores que nós temos que potenciar e formar, eu vou buscar na base e jogam eles. Eu não tenho problema nenhum com ser medalhão ou não. Se for para continuar perdendo tempo para formar jogadores, isso custa muito. Nós queremos jogadores que não deixem dúvidas para ninguém. Se é para contatar jogadores com potencial, vamos dar oportunidades aos garotos”, complementou.


Depois do Choque-Rei parte da torcida palmeirense protestou contra a diretoria palmeirense e exigiu contratações. Abel Ferreira disse “não entender a ansiedade” da torcida e reforçou que o clube não deve buscar “plano C”.

“O que tenho para dizer para os torcedores é que fiquem calmos. Eu não consigo entender a ansiedade de fora. Vocês veem clubes como o Liverpool, que no ano passado não ganharam nada. O mesmo treinador com os mesmos jogadores. Já disse que não vamos ganhar sempre e é bom que as pessoas entendam”, disse.

“A experiência me diz que quando passamos para o Plano C, precisamos de tempo. e no futebol não há muito tempo. Futebol é resultado”, completou.

Deixe seu comentário