Abel destaca caráter do Palmeiras e fala sobre chances de Veiga na Seleção

Pedro Nascimento - São Paulo,SP

27-01-2022 00:30:33

Nesta quarta-feira, o Palmeiras venceu a Ponte Preta por 3 a 0, no Allianz Parque, em partida válida pela primeira rodada do Campeonato Paulista. Após o jogo, Abel Ferreira analisou o desempenho do Verdão e destacou a importância da força mental para jogos contra times inferiores tecnicamente.

"Acima de tudo, nesse tipo de jogo, temos que assumir que somos melhores que o adversário. Temos que estar preparados, porque os adversários estarão sempre motivados. Vão querer ganhar do Palmeiras, custe o que custar. Nós somos fonte de motivação para os nossos adversários", disse Abel.

"Mais do que tudo, está o caráter da nossa equipe, porque sabem que são melhores. Com todo o respeito à Ponte Preta, nós somos melhores. Agora, se nós entrarmos no jogo à espera do que vai acontecer, tentando adormecer o adversário, podemos ser surpreendidos. Nisso, os jogadores foram muito fortes. Entraram muito agressivos, agudos, fluidos e dinâmicos, criando oportunidades. Gostei muito da forma como a equipe entrou com muito caráter e personalidade", completou.


Veiga foi um dos destaques do Palmeiras na partida, dando uma bela assistência para o terceiro gol do time, anotado por Rony. Na coletiva, Abel foi perguntado se o meia merece uma vaga na Seleção Brasileira.

"Eu não sou treinador da Seleção Brasileira, respeito muito o trabalho do Tite. Que me desculpem todos os outros técnicos, mas fazia muito tempo que a Seleção não tinha um treinador tão qualificado. Eu gosto de olhar para os números, e os números que ele tem são impressionantes. Portanto, o que o Veiga tem que fazer é respeitar a decisão do selecionador, apoiar a seleção e trabalhar diariamente com afinco, mostrar nos jogos que está preparado", afirmou Abel.

"Tenho certeza que, mais cedo ou mais tarde, o Tite vai convocá-lo. Agora, é só seguir focado nos treinos e nos jogos. Fazer o que fez hoje, um passe açucarado, que faz a diferença. É esse tipo de jogador que as melhores equipes do mundo querem ter em seus elencos. Tem que ser disciplinado sem a bola, como hoje, e é uma das coisas que sempre lhe falo. Se quiser chegar ao topo, tem que ser completo. Nós sabemos da qualidade dele com bola, é inegável. Nós queremos também um jogador disciplinado taticamente", finalizou.

Com a vitória, o Palmeiras chegou aos seis pontos, na liderança do grupo C. No sábado, o time volta a campo contra o São Bernardo, no ABC, às 16h.

Deixe seu comentário