Ex-companheiro de Gerrard dispara: "Não o respeito como pessoa"

São Paulo, SP

25-11-2016 10:15:06

A despedida de Steven Gerrard dos gramados não foi marcada somente por elogios e homenagens. El-Hadji Diouf, antigo companheiro do jogador no Liverpool, não hesitou em disparar contra o atleta após o anúncio de sua aposentadoria.

“Quando cheguei ao Liverpool logo me disseram que havia dois caras intocáveis na equipe, mas eu os toquei. Sim, se tratavam de Carragher e Gerrard. Quando cheguei, mostrei ao Gerrard que ele não era ninguém”, disse o senegalês em entrevista à TV francesa. E a crítica não parou por aí. “Como jogador ele é imenso e merece todo o meu respeito, mas, como pessoa, não. E eu disse isso a ele. Queria que ele soubesse”, completou o atacante, hoje sem clube.

O jogador explicou os motivos pelos quais fez tais afirmações a respeito do ídolo dos reds: para ele, todo o elenco deve mostrar serviço e dedicação. “Para mim, não existe um jogador melhor que o outro no Liverpool. Ele tem que trabalhar e jogar, assim como eu tenho que trabalhar e jogar”, esclareceu.

Diouf, de 35 anos, foi revelado pelo Sochaux, da França, e vestiu a camisa do clube inglês por duas temporadas, de 2002 a 2004, quando atuou ao lado de Gerrard. “Isso que eu disse a ele logo chegou ao técnico. É isso que me incomoda no Gerrard. Logo ele já nem me olhava nos olhos e tinha medo de falar comigo. Não vamos esquecer de que quando cheguei, eu não pedi a camisa dele e ele pediu a minha através de companheiros”, finalizou.

Deixe seu comentário