Futebol/Bastidores

Denúncia contra Cristiano Ronaldo por estupro é mantida nos EUA

São Paulo , SP
05/06/2019 22:27:51 — 05/06/2019 22:28:32

Em: Bastidores, Futebol, Futebol Internacional, Futebol Italiano, Juventus, Notícias, Portugal
CR7 segue acusado de estupro (Foto: Marco Bertorello / AFP)

Depois da agência de notícias Bloomberg revelar que o atacante Cristiano Ronaldo, da Juventus, teve a acusação por estupro, feita pela modelo Katheryn Mayorga, retirada do tribunal estadual de Nevada, em Las Vegas, no último mês, a advogada Larissa Drohobyczer, responsável por representar a americana, veio a público para esclarecer o assunto.

“A acusação não foi retirada”, disse Drohobyczer à AFP. “A denúncia foi retirada (de uma corte estadual de Nevada) porque apresentamos acusações idênticas perante uma corte federal”, explicou. “Basicamente mudamos a jurisdição, mas a denúncia foi mantida”, completou, desmentindo a publicação.

O suposto crime teria sido cometido em 2009, nos Estados Unidos, mas o processo só foi aberto nove depois, com base no documento em que o astro da Juventus teria apresentado para manter o sigilo da modelo no caso em troca de mais de R$ 1 milhão. Em janeiro, a polícia de Las Vegas solicitou às autoridades italianas uma amostra de DNA de Cristiano Ronaldo.

Entenda o caso

Segundo declarações da americana Kathryn Mayorga, ela teria encontrado Cristiano Ronaldo no dia 12 de junho de 2009, no hotel Pals, em Las Vegas, quando o astro teria a convidado, junto de suas amigas, para ir até sua cobertura. No apartamento, ele teria oferecido camisetas e shorts para que elas entrassem em uma jacuzzi, antes de atacá-la no momento em que se trocava.

Na ocasião, CR7 teria pedido para que a mulher realizasse sexo oral e, depois da negativa, teria a levado para um quarto e a estuprado. Ela disse que gritou “não, não, não” e que o jogador, após o ato, pediu desculpas e ofereceu US$ 375 mil pelo seu silêncio (quase R$ 1,5 milhão).

Como a americana está sendo auxiliada por um novo advogado, a intenção era trazer o processo à tona novamente justamente para anular esse documento e acusar o craque de ter se aproveitado da fragilidade emocional da mulher.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com