Com retorno de Rashford, Inglaterra deve ter força máxima na estreia

São Paulo, SP

15-06-2018 09:00:35

Ao que tudo indica, a Inglaterra não terá problemas para a estreia na Copa do Mundo e poderá contar com sua força máxima na tentativa de superar a Tunísia, em Volgogrado, e iniciar a campanha em solo russo com o pé direito. Na atividade desta sexta-feira, Gareth Southgate pôde, pela primeira vez, promover uma atividade com seus 23 convocados, que contou com o retorno de Marcus Rashford, ao gramado.

Na última terça-feira, antes do embarque para Rússia, o atacante do Manchester United sofreu uma pancada no joelho que, inicialmente preocupou a comissão técnica, mas depois algo mais grave foi descartado. Depois de dois dias sem sequer compor as atividades, o jovem voltou nesta sexta e não demonstrou limitações para desempenhar os trabalhos.

Mesmo em condições de atuar, Rashford não tem sua titularidade confirmada na estreia, pois briga por uma posição com Sterling, jogador do Manchester City. Um dos dois deve ser o escolhido por Southgate para compor o ataque do Englsih Team com Harry Kane, principal jogador do país na atualidade.

As dúvidas do treinador inglês não se rendem apenas ao setor ofensivo de sua equipe. Pelo contrário, elas começam logo no gol, em quem será o dono da meta. Pickford aparentemente está na frente da disputa e deve ser o escolhido, mas Jack Butland e Nick Pope correm por fora.

Deixe seu comentário