Futebol

Longe da família, Fernando Pacheco fala sobre confinamento no Rio de Janeiro

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
25/03/2020 21:09:33

Em: Escolha do editor, Fluminense, Futebol, Gazeta Press
Fernando Pacheco não retornou para o Peru (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

Com a paralisação das atividades por causa da pandemia de coronavírus, os jogadores do Fluminense, assim como a população carioca, está de quarentena. O peruano Fernando Pacheco, reforço que chegou neste início de temporada ao clube, falou sobre este período sem a presença da família.

“Desde pequeno vivemos sem o convívio diário com nossos parentes, em busca do nosso sonho. É um hábito que adquirimos, vivendo em alojamentos, outras cidades e, no meu caso hoje, em outro país. Mas a grande diferença, nesse momento, é o contato zero, mesmo com pessoas não tão próximas. Acredito que viver sozinho também é uma experiência, um aprendizado”, disse ao site do clube.

Pacheco destacou que tem se comunicado com os familiares com auxílio da internet. Além disso, os treinos diários têm ajudado a passar o tempo.

“Tenho usado muito a internet para conversar com minha família e amigos no Peru. Com os aplicativos que facilitam as conversas em vídeo, podemos ver as reações das pessoas do outro lado, o semblante de cada um. É diferente de uma ligação telefônica, sem dúvida é mais confortante. Além disso, recebo muito o carinho do torcedor Tricolor. O hábito do exercício físico também ajuda mentalmente, tanto na percepção da manutenção das atividades quanto sensação de bem-estar. Tenho assistido séries e filmes, o que também ajuda a ficar mais calmo e passar o tempo”, declarou.

Além do preparo físico, a comissão técnica também se preocupa com o aspecto psicológico dos atletas durante a quarentena. A psicóloga do clube, Emily Gonçalves, falou sobre as recomendações passada aos tricolores.

“Essa é uma situação nova para todo mundo, mas, sem dúvida, pode ser mais crítica para as pessoas que moram sozinhas. A falta de interação, conversa e, até mesmo, apenas a presença do outro pode gerar preocupação e ansiedade. Recorrer à tecnologia é um bom caminho para minimizar essa falta. Conversar com pessoas em tempo real, agora com a facilidade das videoconferências, onde você pode ver seu interlocutor ajuda muito”, falou.

As atividades no Fluminense seguem suspensas por tempo indeterminado. Com o adiamento do Campeonato Carioca para o fim de abril, os tricolores só devem se posicionar após as autoridades liberarem a população da quarentena.

Ads – Rodapé Posts