Futebol/Campeonato Brasileiro

Fluminense quebra jejum e bate o Coritiba fora de casa

Gazeta Press - Rio de Janeiro, RJ
16/07/2017 21:04:39 — 16/07/2017 21:08:26

Em: Brasileiro Série A, Coritiba, Fluminense

Depois de quatro partidas, o Fluminense voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Em jogo disputado na noite deste domingo, no Couto Pereira, o Tricolor das Laranjeiras derrotou o Coritiba, por 2 a 1 e melhorou sua posição na classificação. O Fluminense chegou aos 20 pontos ganhos e agora ocupa a nona posição. O Coxa segue com 19 pontos e está na 12ª colocação. Os gols foram marcados por Richarlison e Léo para o Fluminense e Henrique Almeida para o Coritiba. Henrique desperdiçou uma penalidade máxima quando a partida ainda estava empatada.

Mesmo com um time bastante desfalcado e perdendo a dupla de zaga, por contusão, durante o jogo, o Fluminense fez uma partida marcada por muita determinação e acabou sendo premiado com a vitória. O Coritiba voltou a decepcionar e a torcida protestou bastante no final do jogo, pedindo a saída do técnico Pachequinho.

Na próxima rodada, o Coritiba vai enfrentar a Ponte Preta, em Campinas. O Fluminense receberá o Cruzeiro, no Maracanã.

Fluminense conquistou três importantes pontos na noite deste domingo, no Couto Pereira (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

O jogo – O Coritiba começou a partida no ataque e, logo aos quatro minutos, o goleiro Júlio César fez a primeira boa defesa em conclusão de Anderson. Aos sete minutos, Orejuela foi desarmado na intermediária por Matheus Galdezani que invadiu a área e foi derrubado por Marlon Freitas. O árbitro marcou pênalti e Henrique Almeida desperdiçou, batendo por cima do travessão.

O Fluminense não conseguia se encontrar e apenas corria atrás do Coritiba que mantinha o controle da partida. Aos dez minutos, o zagueiro Reginaldo sentiu um estiramento na coxa esquerda e teve que deixar o jogo, entrando Frazan na zaga tricolor. Aos 20 minutos, Frazan cometeu falta do lado direito da sua defesa. Matheus Galdezani fez a cobrança direta e Júlio César defendeu sem dificuldades. O time dirigido por Abel Braga encontrava muita dificuldade para chegar ao ataque. Richarlison, aberto pela esquerda, e Pedro, quase não participavam do jogo.

O time paranaense criou outra boa chance aos 22 minutos, quando o lateral Rodrigo Ramos invadiu a área e chutou forte. Júlio César fez a defesa em dois tempos, antes da chegada de Rildo. O Tricolor das Laranjeiras chutou com perigo, pela primeira vez, aos 25 minutos. O lateral esquerdo Léo recebeu na intermediária e arriscou, mas a bola saiu. Aos 29. Neto Berola foi lançado pela esquerda e preferiu se atirar na área ao invés de tentar a conclusão.
O Coxa seguia com o controle da partida, mas encontrava dificuldades para penetrar na defesa carioca.

Mesmo dominado, o Fluminense marcou o primeiro gol, aos 31 minutos. Gustavo Scarpa investiu pela direita e lançou para Richarlison que, de virada, colocou no ângulo direito, sem qualquer chance de defesa para Wilson. Sem outra alternativa, o Coritiba partiu para buscar o empate e o goleiro Júlio César saiu para bem para afastar o perigo da sua área, após cruzamento.

Aos 38 minutos, o Fluminense ampliou. Richarlison recebeu no meio da área, tocou para Wendel que ajeitou para a conclusão de Léo. A bola desviou em Rodrigo Ramos e enganou o goleiro Wilson. Logo depois de sofrer o segundo gol, o Coritiba foi obrigado a fazer uma substituição. O zagueiro Wallison Maia sentiu um problema muscular e saiu para a entrada de Thalisson Kelven.

O Tricolor das Laranjeiras teve a chance de marcar o terceiro gol aos 45 minutos com Wendel, mas a conclusão do meia foi defeituosa. No minuto seguinte, o Coritiba marcou o primeiro gol. Após cruzamento da direita, Henrique Almeida se antecipou aos zagueiros e bateu para colocar a bola nas redes. No último lance da etapa inicial, o goleiro Júlio César ainda evitou o gol do empate com uma defesa corajosa.

Antes do primeiro minuto do segundo tempo, o Coritiba teve a chance de empatar quando Kelven cabeceou e Neto Berola quase conseguiu colocar a bola nas redes. Na jogada, o zagueiro Nogueira que estava sentindo dores no tornozelo desde o primeiro tempo, se envolveu na jogada e voltou a se lesionar, obrigando Abel a fazer a segunda substituição na defesa. O lateral Renato entrou no meio e o volante Orejuela foi improvisado na zaga.

Aos seis minutos, o time carioca ameaçou com um forte chute de Renato que tirou tinta da trave direita do Coxa.
A equipe paranaense seguiu na pressão e Júlio César apareceu bem, aos 13 minutos, para cortar um cruzamento perigoso de Neto Berola. Logo depois, Matheus Galdezani arriscou, de fora da área, mas a bola saiu. Aos 22 foi a vez de Matheus Galdezani voltar a concluir. A bola desviou na zaga e saiu com perigo.

O técnico Pachequinho decidiu arriscar suas últimas fichas e colocou o experiente Alecsandro no lugar de Neto Berola. E Alecgol quase deixou sua marca aos 30 minutos quando Rildo cruzou da esquerda e o atacante se esticou na pequena área, mas não conseguiu tocar na bola. Logo depois, Júlio César salvou o Fluminense ao defender cabeçada perigosa de Alecsandro.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 1 X 2 FLUMINENSE
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 16 de julho de 2017 (Domingo)
Horário: 19h(de Brasília)
Público: 10.845 pagantes
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Cartão Amarelo: Matheus Galdezani, Henrique Almeida, Luizão(Cori);Orejuela, Lucas, Renato, Pedro(Flu)
Gols:
CORITIBA: Henrique, aos 46 minutos do primeiro tempo
FLUMINENSE: Richarlison, aos 31  e Léo, aos 38 minutos do primeiro tempo
CORITIBA: Wilson, Rodrigo Ramos(Dodô), Walisson Maia(Thalisson Kelven), Luizão e William Matheus; Jonas, Matheus Galdezani e Anderson; Rildo, Neto Berola(Alecsandro) e Henrique Almeida
Técnico: Pachequinho
FLUMINENSE: Júlio César, Lucas, Nogueira(Renato), Reginaldo(Frazan) e Léo; Jeferson Orejuela, Marlon Freitas, Wendel e Gustavo Scarpa; Richarlison e Pedro(Marcos Junior)
Técnico: Abel Braga