Timão diz que não negocia naming rights com instituição financeira

São Paulo, SP

04-05-2016 18:57:38

O Corinthians se pronunciou, nesta quarta-feira, a respeito da venda dos naming rights, os direitos econômicos pelo nome de seu estádio, inaugurado em maio de 2014. Em nota oficial, o clube estabeleceu cinco tópicos, esclarecendo que não está negociando com uma instituição financeira.

“Muito tem se especulado sobre o tema nos diversos meios de comunicação, entretanto, a grande maioria do que tem sido colocado a público, não traduz a plena realidade dos fatos”, disse o comunicado.

“Tais especulações apenas e tão somente prejudicam um trabalho longo e sério que está sendo feito, ficando claro que a promitente cessionária dos Naming Rights não é uma instituição financeira”, acrescentou.

O Alvinegro fez questão de deixar claro as diferenças entre uma instituição financeira e empresas do mercado financeiro. Sendo assim, o clube afirma que não irá negociar com bancos, o que não o impede de conversar com empresas do segmento financeiro.

“Trata-se de uma negociação em absoluto sigilo, por força legal, sendo que as partes envolvidas podem, inclusive, vir a ser responsabilizadas por eventuais descumprimentos. Importante esclarecer que tudo tem sido feito, com a finalidade de se alcançar os melhores resultados pelo Corinthians, incluindo, obviamente, a Arena Corinthians”, explicou o clube.

Inaugurada em maio de 2014, quando o Figueirense bateu o Timão por 1 a 0, a Arena Corinthians já recebeu 66 partidas do Alvinegro, que acumulou 50 vitórias, 12 empates e apenas quatro reveses. A equipe não perde em seu estádio desde agosto de 2015, portanto, 22 jogos.

Confira na íntegra a nota oficial do Corinthians sobre os naming rights:

1- Muito tem se especulado sobre o tema nos diversos meios de comunicação, entretanto, a grande maioria do que tem sido colocado a público, não traduz a plena realidade dos fatos;

2- Trata-se de uma negociação em absoluto sigilo, por força legal, sendo que as partes envolvidas podem, inclusive, vir a ser responsabilizadas por eventuais descumprimentos;

3- Importante esclarecer que tudo tem sido feito, com a finalidade de se alcançar os melhores resultados pelo SCCP, incluindo, obviamente, a Arena Corinthians;

4- Tais especulações apenas e tão somente prejudicam um trabalho longo e sério que está sendo feito, ficando claro que a promitente cessionária dos Naming Rights não é uma instituição financeira;

5- Por fim, ressalta-se que o SCCP está seguindo todos os trâmites e procedimentos legais e contratuais necessários, para a correta celebração do negócio.

Deixe seu comentário