Gazeta Esportiva

Rincón levantou quatro taças com o Corinthians, entre elas o Mundial de 2000

São Paulo, SP

14/04/22 | 05:30

A madrugada de quinta-feira, após a vitória do Corinthians sobre o Deportivo Cali, terminou triste. O ex-jogador Freddy Rincón teve confirmada sua morte aos 55 anos após grave acidente de carro, que aconteceu justamente na cidade de Cali, na última segunda-feira.

Rincón chegou ao Corinthians em 1997, quando já tinha feito seu nome no rival Palmeiras e na Europa, com passagens por Real Madrid e Napoli. No Timão, ficou até 2000 e, depois, retornou em 2004, aos 37 anos, em momento bastante diferente.

Na mala, o meio-campista levava uma série de experiências com a seleção colombiana, com a disputa de três Copas (1990, 1994 e 1998) e boas colocações na Copa América de 1993 e 1995 (terceiro lugar) e 1991 (quarto lugar).


No Timão, Rincón levantou as taças de dois Campeonatos Brasileiros, em 98 e 99, um Paulista, em 99, e o Mundial de Clubes da Fifa de 2000, quando foi o capitão e levantou a taça. Ele, ao lado de Marcelinho, Ricardinho e Vampeta, formou um dos maiores meios de campo da história do clube.

Ao todo, o jogador disputou 158 jogos pelo Alvinegro, com 11 gols marcados e os quatro títulos acima mencionados. No Brasil, ele vestiu as camisas de Palmeiras (Paulista de 94), Cruzeiro e Santos, ainda que brevemente, e, no início de carreira, defendeu Tolima, Independiente Santa Fé (Copa Colômbia de 89) e América de Cali (Colombiano de 90 e 92). Ao todo, foram oito títulos conquistados.

Ele deixa quatro filhos e uma nação de fãs, muitos deles corintianos.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário