Futebol

Cristian diz a torcedores que repetiria gesto obsceno da primeira passagem

GazetaEsportiva.net - São Paulo, SP - Brasil
05/01/2015 18:28:00

Em: Corinthians, Futebol

O volante Cristian teve uma recepção de ídolo em seu retorno ao Corinthians, nesta segunda-feira. Antes de conceder entrevista coletiva à imprensa, o jogador que estava no Fenerbahce, da Turquia, foi apresentado a 20 associados do programa Fiel Torcedor. E, mal se posicionou diante deles, precisou responder sobre o polêmico gesto que marcou a sua primeira passagem pelo clube.

Autor do gol da vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo na primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista de 2009, aos 48 minutos do segundo tempo, Cristian comemorou com os braços cruzados e os dedos médios em riste. Correu enlouquecidamente pelo gramado do Pacaembu, encarando a torcida rival – algo “maravilhoso”, segundo o corintiano que o indagou neste começo de semana.

“Na hora, foi a melhor sensação do mundo. Fazer um gol naquela situação… Depois, foi complicado porque aconteceram muitas coisas, críticas. Mas isso não muda nada. Se tivesse oportunidade, eu faria de novo, normalmente, sem problema nenhum”, avisou Cristian, sorrindo bastante.

Após se emocionar ao deixar o Corinthians, Cristian reviu torcedores:
Após se emocionar ao deixar o Corinthians, Cristian reviu torcedores: “Agora só vou chorar de alegria” – Credito: Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Passados alguns minutos, Cristian ficou mais sisudo e começou a adotar um tom político sobre o assunto. Ele evitou fazer previsões para um possível reencontro com o São Paulo no grupo 2 da Copa Libertadores da América – para os clássicos ocorrerem no torneio continental, o Corinthians ainda precisa superar o mata-mata com o Once Caldas, da Colômbia.

“É difícil me programar para fazer alguma coisa. Não me programei para aquilo. Saiu da alma, do momento. Se por um acaso eu fizer um gol, vejo o que dá para fazer na hora”, comentou.

Antes mesmo da apresentação de Cristian no CT Joaquim Grava, seu gesto obsceno já era destaque. O amigo Dentinho, que defendia o turco Besiktas e pertence ao ucraniano Shakhtar Donetsk, chegou a publicar uma fotografia em uma rede social em que ele e o volante repetiam a provocação ao São Paulo.

“Esse negócio da foto é bem antigo. Não tenho Instragram, esse tipo de coisa. O Dentinho é amigo meu e quis postar aquilo. Mas faz seis, oito meses. Ele tem o direito de postar o que quiser”, disse Cristian, evitando repreender o atacante revelado pelo Corinthians.

“Tirando o Ronaldo…”
Cristian encontrou um Corinthians bem diferente daquele que deixou (aos prantos) em 2009, a caminho do Fenerbahce, com as construções do CT Joaquim Grava e do estádio de Itaquera.

“Em relação à época em que eu estava aqui, é um paraíso. No meu tempo, havia sufoco no CT, com contêiner e tudo. Mas aquilo foi bom para os jogadores. Tirando o Ronaldo, a gente fazia tudo com muito amor, carinho, independentemente de onde fossem os treinos e jogos”, sorriu o polêmico Cristian.