Gazeta Esportiva

Capitão, Felipe deixa o Corinthians e motiva novatos da zaga

Tomás Rosolino - São Paulo,SP

11/06/16 | 08:02

Zagueiro irá para o Porto-POR ainda neste mês

Zagueiro irá para o Porto-POR ainda neste mês (Foto): Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)
Zagueiro irá para o Porto-POR ainda neste mês (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

O zagueiro Felipe pode fazer neste domingo, contra o Palmeiras, às 16h (de Brasília), no Palestra Itália, a sua última partida com a camisa do Corinthians. Com transferência praticamente acertada para o Porto-POR, que pagará R$ 24 milhões por 75% de seus direitos econômicos, ele será o capitão no duelo válido pela sétima rodada e já serve de inspiração para os novatos Pedro Henrique e Léo Santos, a princípio as opções de Tite para o setor.

"Um dia o Felipe chegou aqui no Corinthians e tinha dificuldade de posicionamento, não sabia exatamente e quando devia se antecipar. Mas era observador e treinava, até por isso foi para o Mundial e entrou naquela nossa lista. Agora ele está saindo como um jogador de Seleção Brasileira e eu falei para o Léo (Santos): "Olha, a bola está picando para você". Ele me respondeu: "Quem sabe eu não aproveito"", contou o técnico Tite.

A crença do treinador no potencial de Pedro, 20 anos, e Léo, 17, se dá principalmente pela postura da diretoria de não ir atrás de reforços imediatamente. Normalmente, Tite pede que tenham paciência para utilizar os atletas, sendo recorrente os empréstimos de jogadores revelados recentemente pela base. Yago, hoje titular, por exemplo, foi revelado em 2011, mas ganhou suas primeiras chances apenas em 2015.

"O técnico não quer sozinho, ele participa de um clube com hierarquias. O técnico não pode se envolver com isso, com o que custa um jogador. Ele é mais uma parte integrante. O técnico é do conjunto. Léo é muito bom jogador sub-17. Não precisa da minha avaliação, já tem a do Alessandro, está em condições, então chamei para o profissional", defendeu-se o treinador.

Com presença garantida apenas para o Derby, Felipe vive a expectativa de se apresentar aos portugueses, mas já deixou claro que quer ajudar o Corinthians até o último momento possível. A ideia é que ele consiga ao menos encarar o Fluminense, dando tempo de Balbuena, que está a serviço da seleção paraguaia na Copa América Centenário, ficar à disposição. Com apenas um ponto conquistado, o Paraguai deve ser eliminado neste final de sábado.

"Ainda não tem data acertada porque temos de finalizar contratos e tudo. Não dá para cravar que será o último jogo, mas pode ser que ele jogue algumas outras partidas. Na Europa eles estão de férias e a apresentação é no início de julho, se não me engano, então ele pode até jogar mais algumas partidas", assegurou o presidente do clube, Roberto de Andrade.

A saída em alta, por sinal, também se deu a uma conversa do atleta com o técnico Tite. Na avaliação do treinador, o camisa 28 acabou desconcentrando-se ao saber do interesse dos europeus e apresentou um nível baixo de jogo em algumas partidas, como a derrota por 3 a 2 para o Vitória, no Barradão.

"Nós conversamos a respeito de alguma área específica do futebol quando essas negociações estavam envolvidas, o Felipe se desconcentrou e o nível dele baixou. Aí chamei ela para conversar, ele entendeu e voltou ao seu melhor nível", contou Tite.

Deixe seu comentário