COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA

A Seleção Brasileira encerrou sua estadia em Teresópolis neste sábado, dia em que recebeu a visita de Carlos Alberto Parreira. Na última atividade realizada nas dependências da Granja Comary, sem a presença da imprensa, o técnico Tite conduziu um treinamento tático intenso no gramado.

Com vasta experiência em Copas do Mundo, Parreira foi preparador físico da Seleção no México 1970, técnico nos Estados Unidos 1994 e na Alemanha 2006 e coordenador no Brasil 2014. Na manhã deste sábado, ele esteve na Granja Comary e conversou com Tite.

Os atletas foram liberados após os trabalhos e devem se reapresentar até o meio-dia de domingo na sede da CBF, no Rio de Janeiro. Após participar de zona mista com a imprensa, a delegação segue para o aeroporto do Galeão e embarca para a Inglaterra.

Na Europa, o lateral esquerdo Marcelo, o volante Casemiro e o atacante Roberto Firmino, envolvidos na final da Copa dos Campeões entre Real Madrid e Liverpool, finalmente se juntarão ao grupo de convocados, completando a lista de 23 nomes para o Mundial.

No próximo dia 3 de junho, em Liverpool, a Seleção Brasileira entra em campo para enfrentar a Croácia em amistoso. Em 10 de junho, no último compromisso antes da estreia na Copa do Mundo, o time comandado pelo técnico Tite encara a Áustria, em Viena.

A ideia da comissão técnica é utilizar Neymar já no duelo diante dos croatas, pelo menos em parte do confronto. O lateral direito Fagner e o atacante Douglas Costa, em recuperação de lesões musculares, são dúvida para o amistoso em Liverpool – o ala tem mais chance de atuar.

 



Na reta final da preparação para a Copa do Mundo, Tite tem futuro incerto após o torneio. O treinador, visto como alguém capaz de fazer sucesso na Europa pelo experiente Filipe Luis, é cotado para permanecer no comando da Seleção Brasileira mesmo se voltar da Rússia sem o hexacampeonato.

“Com certeza, é um técnico totalmente preparado. É fácil falar, porque agora é meu treinador. Mas é completo defensiva e ofensivamente, controla bem todos os aspectos. Com tempo para trabalhar no dia a dia, não tenho dúvida de que pode ser campeão na Europa”, apostou o lateral do Atlético de Madrid, que atua no continente desde 2004.

Em uma eventual empreitada europeia, pela questão do idioma, clubes de Portugal, Espanha ou Itália são os destinos mais proáveis. No entanto, embalado por um retrospecto de 15 vitórias, três empates e apenas uma derrota, querido por torcedores e jogadores, Tite pode seguir na Seleção até em caso de decepção na Copa do Mundo.

Além do sucesso esportivo, o técnico de 57 anos, famoso por seu discurso de ética e respeito, é visto como alguém acima de qualquer suspeita. Portanto, com o perfil ideal para transferir algum brilho à CBF, abalada por seguidas denúncias de corrupção envolvendo nomes como Ricardo Teixeira, José Maria Marin e Marco Polo Del Nero.

Renovar com Tite antes da Copa do Mundo, prática adotada pela Alemanha com Joachim Low, era um desejo do afastado Marco Polo Del Nero. São aliados dele o coronel Antônio Carlos Nunes de Lima, presidente em exercício da CBF, e Rogério Caboclo, que assume em abril de 2019.

Contratado apenas em junho de 2016, Tite vê com bons olhos a oportunidade de iniciar um ciclo de trabalho completo no comando da Seleção Brasileira antes do Mundial 2022. Neste domingo, com o futuro a definir, ele embarca do Rio de Janeiro para Londres e prossegue com o cronograma de preparação para a Copa da Rússia.



Companheiro de Neymar na preparação para a Copa do Mundo da Rússia, Filipe Luis já sofreu duas lesões graves na carreira. Aos 32 anos, o experiente lateral esquerdo do Atlético de Madrid vê o atacante plenamente recuperado e aposta que o receio será superado rapidamente.

Filipe Luis fraturou a fíbula da perna direita em 2010 e a fíbula da perna esquerda no último dia 8 de março. Na primeira ocasião, para acabar rapidamente com o receio comum aos atletas que voltam a atuar após lesões graves, o lateral não hesitou.

“Na primeira bola, para perder o medo, já dividi. Quando vi que não doeu, esqueci logo e já passou. Com o Neymar, vai ser da mesma forma. Quando derem a primeira porrada nele, já vai tirar da cabeça. No começo, não é fácil, mas, no primeiro golpe que você sente, já perde o medo”, explicou.

Na reta final do processo de preparação para a Copa do Mundo, a Seleção Brasileira enfrenta Croácia (3 de junho, em Liverpool) e Áustria (10 de junho, em Viena). Com apenas três jogos desde sua última lesão, Filipe Luis valorizou os dois amistosos antes da estreia.

“Essa fase da preparação é muito importante. Tem alguns jogadores voltando de lesão, como eu. O amistoso contra a Croácia é fundamental para fechar o sistema em que vamos jogar, sentir a bola no pé e ver o posicionamento dos companheiros”, afirmou Filipe Luis.

Neste sábado, com um treinamento fechado à imprensa, a Seleção Brasileira encerra sua estadia em Teresópolis. No domingo, embarca do Rio de Janeiro para a Inglaterra e, no dia 3 de junho, em Liverpool, encara a Croácia no penúltimo amistoso antes da Copa do Mundo.



O lateral esquerdo Filipe Luis precisou esperar até os 32 anos para receber a primeira convocação a uma Copa do Mundo. Chamado por Tite após frustrações em 2010 e 2014, o jogador do Atlético de Madrid se vê no auge de sua carreira antes do torneio na Rússia.

Em 2010, Filipe Luis sofreu uma fratura na fíbula da perna direita em janeiro e voltou a jogar em março, mas acabou fora da lista de Dunga. Em 2014, apesar de participar do título da Copa das Confederações no ano anterior, foi preterido por Luis Felipe Scolari.

“Tive chances de ir em 2010 e 2014, mas acredito que agora chego no meu melhor momento mental e fisicamente. Fico feliz com a oportunidade de jogar uma Copa do Mundo. É o que todo jogador espera e minha decisão de sair do Brasil ainda desconhecido foi pensando nessa possibilidade”, afirmou.

Filipe Luis viu sua vaga para o Mundial da Rússia em risco no último dia 8 de março, data em que sofreu fratura na fíbula da perna esquerda durante a vitória por 3 a 0 do Atlético de Madrid sobre o Lokomotiv, pela Liga Europa. O atleta passou por cirurgia, já disputou três jogos desde então e foi enfim convocado.

“Não deve existir outro jogador no mundo que quebrou as duas pernas antes da Copa. Vi isso como uma chance de mostrar às crianças que, quando você se esforça, tudo é possível”, afirmou o otimista lateral. “Desde o primeiro momento, achei que daria tempo e dei a vida para me recuperar a tempo”, completou.

Neste sábado, com um treinamento fechado à imprensa, a Seleção Brasileira encerra sua estadia em Teresópolis. No domingo, embarca do Rio de Janeiro para a Inglaterra e, no dia 3 de junho, em Liverpool, encara a Croácia no penúltimo amistoso antes da Copa do Mundo.



Rodriguinho está na famosa “lista dos 12” (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Depois do conhecimento da presença de Dedé e Dudu na lista de suplentes de Tite para a Copa do Mundo, todos os 12 nomes foram revelados nesta sexta-feira, em informação publicada pelo Uol Esporte. Os clubes paulistas têm dois representantes: Rodriguinho, do Corinthians, e o zagueiro são-paulino Rodrigo Caio.

Entretanto, as grandes surpresas ficaram pela presença do meia Maicon, do Grêmio, e Lucas Paquetá, jovem revelação do Flamengo. Ambos nunca vestiram a camisa da Seleção Brasileira.

Ainda mais cedo nesta sexta-feira, um comunicado oficial da CBF também informou que os 12 atletas adicionais constantes na pré-lista de 35 nomes poderão atuar em seus clubes, independente da competição que estejam participando.

Com isso, todos os nomes, de maioria pertencentes a clubes brasileiros, estão liberados para jogar até a paralisação do calendário para a Copa do Mundo.

Confira a lista completa dos suplentes:

Goleiro: Neto (Valencia)
Defensores: Rafinha (Bayern de Munique), Dedé (Cruzeiro), Rodrigo Caio (São Paulo) e Alex Sandro (Juventus)
Meias: Arthur (Grêmio), Maicon (Grêmio), Rodriguinho (Corinthians), Giuliano (Fenerbahce) e Lucas Paquetá (Flamengo)
Atacantes: Dudu (Palmeiras) e Luan (Grêmio)



A novela Paolo Guerrero parece não ter fim. Nesta sexta-feira, o atacante recorreu ao Tribunal Federal da Suíça para reverter a suspensão imposta pelo CAS, de acordo com a AFP. Na ocasião, o órgão estendeu a pena do jogador para 14 meses, tirando-o da Copa do Mundo.

Recebendo apoio da Federação Peruana de Futebol, Guerrero apelou para sua última opção legal. A organização, aliás, oficializou o respaldo em nota entregue no processo de apelação.

“Seguimos na Suíça, onde devemos estar como instituição reitora do futebol no Peru e pela declaração juramentada que assinei, fazendo isso com a convicção de ver Paolo no Mundial para refletir o sentimento da FPF e de todo o país”, declarou o presidente da FPF, Edwin Oviedo.

Ainda de acordo com a entidade, as notícias finais sobre o caso devem sair já na próxima semana. Em vídeo publicado no Facebook recentemente, o centroavante se defendeu e enfatizou sua inocência no caso.

“Primeiro: nunca consumi uma droga. Isso já foi provado. Segundo: nunca tive a intenção de melhorar minha performance. (…) Isso já foi provado na Fifa, na Wada (Agência Mundial Antidoping) e no TAS. E terceiro: eu estava sob o regime da minha equipe, sob o regime da Federação Peruana de Futebol, sob protocolos de segurança e nutrição. Tomei um chá que um garçom não deveria ter servido a um jogador profissional”, explicou.



O técnico Tite conduziu o único treinamento aberto da Seleção Brasileira na Granja Comary durante a tarde desta sexta-feira. Do lado de fora, houve tumulto entre torcedores que desejavam acompanhar a atividade e acabaram barrados – alguns invadiram o espaço e outros ironizaram a goleada contra a Alemanha pela semifinal da Copa do Mundo 2014.

Enquanto os atletas trabalhavam em campo, muitos torcedores, incluindo crianças, seguiam aglomerados no alambrado. Os fãs que invadiram o centro de treinamento não interferiram na atividade conduzida por Tite e foram retirados. “Uh! Uh! É 7 a 1!”, gritaram os mais insatisfeitos. A polícia atuou para controlar a situação.

No gramado, em um trabalho de transição do meio para o ataque, Tite escalou Danilo, Geromel, Miranda e Weverson (São Paulo); Vitão (Palmeiras), Fred e Renato Augusto; Philippe Coutinho, Neymar e Brenner (São Paulo). Enquanto isso, no campo ao lado, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís fizeram atividades defensivas.

Em seguida, passaram para o trabalho de transição do meio para o ataque Vitinho (Cruzeiro), Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís; Caio Alexandre (Botafogo) Fernandinho e Paulinho; Willian, Taison e Gabriel Jesus. Os demais seguiram para o outro campo e realizaram exercícios defensivos.

Na parte final, a Seleção ensaiou bolas paradas defensivas. Douglas Costa, fazendo tratamento de lesão na coxa esquerda, acompanhou a atividade no banco de reserva. Após a movimentação, Tite e os atletas se aproximaram dos convidados da CBF e dos torcedores que conseguiram entrar para fotos e autógrafos – o técnico, aniversariante, ganhou parabéns.

O treinamento desta sexta-feira foi o último da Seleção aberto à imprensa no Brasil, uma vez que a atividade programada para a manhã de sábado será fechada. No domingo, a delegação nacional embarca do Rio de Janeiro para a Inglaterra, sede do amistoso contra a Croácia, marcado para 3 de junho.



Luan foi liberado para atuar pelo Grêmio neste final de semana pelo Brasileiro (Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press)

Na tarde desta sexta-feira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou que finalizou de forma satisfatória os testes físicos e médicos realizados nos 23 jogadores convocados para representar a Seleção Brasileira no Mundial. Esses exames vinham sendo efetuados na Granja Comary desde o começo desta semana.

No comunicado, a entidade também informou que os 12 atletas adicionais constantes na pré-lista de 35 nomes poderão atuar em seus clubes independente da competição que estejam participando. Portanto, Dudu, do Palmeiras, Dedé, do Cruzeiro, e Luan e Maicon, do Grêmio, jogadores confirmados na relação adjacente, podem entrar em campo nos jogos de seus times no Campeonato Brasileiro.

Está previsto nos artigo 45 do regulamento da Fifa para a Copa do Mundo que os 35 atletas chamados por cada seleção precisam realizar o último jogo por seus clubes antes do torneio em data a ser comunicada a entidade máxima do futebol até o dia 21 de maio.

Com isso, a CBF se apressou e enviou a lista final de 23 nomes para a Fifa nesta sexta-feira, liberando os atletas da lista de suplentes para jogarem por seus clubes.

Confira o comunicado oficial da CBF:

A Confederação Brasileira de Futebol comunica que concluiu de forma satisfatória os testes físicos e médicos realizados na Granja Comary desde o início desta semana.

Conforme o plano original, informado por ocasião da convocação oficial, a CBF encaminhou nesta data (25 de maio) à FIFA a lista final dos 23 atletas que atuarão na Copa do Mundo pela Seleção Brasileira.

A CBF informa também que os 12 atletas adicionais constantes na pré-lista (35 jogadores) estão em condição de jogo por seus clubes nas competições que estejam disputando.