Filipe Luís vê esforço recompensado e realiza sonho de ir à Copa

São Paulo , SP
14/05/2018 16:15:35 — 14/05/2018 16:18:17

Em: Brasil, Copa do Mundo, Futebol

Filipe Luís disputará a sua primeira Copa do Mundo. Nesta segunda-feira, quase dois meses após passar por uma cirurgia para correção de uma fratura na fíbula da perna esquerda, o lateral esquerdo do Atlético de Madrid recebeu a notícia que tanto aguardava.

“O Filipe está totalmente recuperado da fratura. Estamos acompanhando o atleta desde o momento da cirurgia. Ele já jogou sem nenhum problema. A ideia é ter todos os jogadores em condições de treinar com o grupo, de participar dos últimos amistosos”, comentou Rodrigo Lasmar, médico da Seleção Brasileira.

Com vaga confirmada no torneio da Rússia, Filipe Luís havia se tornado dúvida pouco tempo antes da convocação do técnico Tite por conta da lesão sofrida justamente contra um time russo. O jogador levou uma pancada ao evitar um gol do Lokomotiv Moscou, derrotado por 5 a 1, e virou a nota triste da classificação do Atlético de Madrid às quartas de final da Liga Europa.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Operado já no dia seguinte ao incidente, em uma clínica de Madri, Filipe Luís iniciou um processo acelerado de recuperação para estar apto a disputar o Mundial no meio do ano. Deu certo. O lateral esquerdo voltou a atuar na derrota por 2 a 0 para o Espanyol, em 6 de maio, e deu confiança para Tite convocá-lo.

Após o seu retorno, Filipe Luís utilizou uma rede social para comemorar. “Perdemos e sabemos que não jogamos bem. Por outro lado, joguei depois da minha lesão, sem nenhum desconforto ou sequelas”, escreveu, agradecendo aos profissionais que auxiliaram no seu tratamento. “Sou realmente sortudo”, concluiu.

Em 2010, quando ainda defendia o Deportivo La Coruña, Filipe Luís já havia alimentado esperanças de disputar uma Copa do Mundo, mas também se contundiu com gravidade. Enfrentando o Athletic Bilbao, sofreu fratura do perônio com luxação do tornozelo direito depois de uma trombada com o goleiro adversário, Iraizoz. Acabou preterido por Michel Bastos e Gilberto, os laterais escolhidos do técnico Dunga, naquele Mundial da África do Sul.

Quatro anos depois, na Copa do Mundo do Brasil, Filipe Luís não cativou também o quase xará Luiz Felipe Scolari. Felipão, que ficaria com a carreira marcada pela vexatória derrota por 7 a 1 sofrida para a Alemanha nas semifinais, optou por Maxwell como reserva de Marcelo.

Coube a Tite realizar o sonho de Filipe Luís, que terá o próprio Marcelo como colega de posição (e titular absoluto até então) na Rússia. Alex Sandro, da Juventus, foi o seu principal concorrente pela vaga nos últimos meses, enquanto Ismaily, do Shakhtar Donetsk, só figurou na última convocação para amistosos por falta de opções.

“Tive dor de cabeça na lateral esquerda. Dói deixar um jogador do nível do Alex Sandro fora da Copa. Não me dá nenhum prazer tirá-lo”, reconheceu Tite, nesta segunda-feira, após anunciar os seus 23 convocados.

A reabilitação de Filipe Luís foi tão rápida que serviu de exemplo para outro lateral, o destro Fagner. O jogador do Corinthians lesionou a coxa direita em uma derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG e passou a apontar o esforço para voltar a atuar rapidamente como fonte de inspiração. Ele acabou convocado para o setor que perdeu Daniel Alves, do Paris Saint-Germain, por contusão no joelho direito.

Quem você não gostaria de ver na Copa do Mundo?