Honda se despede do Botafogo e explica motivos para deixar o clube

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

30/12/20 | 14:06

Honda falou pela primeira vez após solicitar rescisão de contrato com o Botafogo. Em uma mensagem aos torcedores, o meia japonês, de 34 anos, reconheceu que não rendeu o esperado e aproveitou para agradecer o apoio da torcida, além de explicar os motivos que o levaram a deixar o clube.

"No início, aceitei todas as suas críticas de que eu não poderia ter resultados. As críticas são naturais e não estou dando desculpas, eu também me decepcionei, eu sinto muito. Em segundo lugar, estou muito agradecido por tudo que vocês fizeram, foi uma ótima experiência e nunca vi e senti algo desse tamanho com os torcedores no aeroporto e no estádio quando cheguei. Tomei esta decisão por motivos pessoais e profissionais, mas estive muito feliz durante esta temporada. Eu também agradeço a todos os meus companheiros de equipe. Obrigado", postou Honda, nesta quarta-feira.

O meia japonês encerrou a mensagem falando sobre a possibilidade de manter a ligação com o Botafogo.

"Por último, mais uma vez, muito obrigado por tudo. Eu pessoalmente vou buscar uma oportunidade de continuar apoiando o clube como embaixador do Botafogo na Ásia", encerrou.

A trajetória de Honda no Botafogo

Reforço de peso, Honda chegou ao Botafogo cercado de expectativa e foi recepcionado por dez mil torcedores no aeroporto. Em campo, o meia japonês alternou altos e baixos e não conseguir render o esperado.

Em novembro, ele criou polêmica ao declarar que pensava em sair do Botafogo, após a demissão de Ramón Díaz. A crise foi contornada, até que, nesta semana, ele solicitou a rescisão de contrato.

Honda disputou 27 jogos pelo Botafogo e marcou três gols. O contrato dele ia até o fim do Brasileiro, em fevereiro.

Deixe seu comentário