Futebol/Bastidores

Dirigente fala em abandono da torcida e gera revolta no Botafogo

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
01/02/2019 12:10:50 — 01/02/2019 12:11:12

Em: Bastidores, Botafogo, Campeonato Carioca, Notícias
Marcio Padilha causou a revolta da torcida botafoguense (Foto: Vitor Silva/SSPress)

Após a derrota para o Resende, que culminou na eliminação do Botafogo na Taça Guanabara, o vice-presidente de comunicação do clube gerou revolta na torcida. Em uma rede social, o dirigente afirmou que a equipe foi abandonada pelos torcedores.

Em uma discussão com um torcedor, Marcio Padilha explicou que grande parte da receita do clube serve para pagar dívidas e criticou a baixa frequência da torcida nos jogos no Nilton Santos. Após a postagem, diversos torcedores responderam ao dirigentes criticando a atual diretoria.

A polêmica só aumenta a pressão sobre o elenco do Botafogo, que ainda não venceu na temporada. Sem chance de classificação, o técnico Zé Ricardo indicou que deve fazer mudanças visando o confronto de domingo, contra o Boavista, em Bacaxá.

Zé Ricardo está pressionado no Botafogo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

“A campanha nos pressiona. Dentro da construção, vamos manter as convicções, mas certamente vamos ter que fazer algumas alterações. Seja de peças ou maneira de jogar. Esperamos já uma melhora contra o Boavista. Não temos outra receita que não seja trabalhar bastante”, disse.

O comandante alvinegro destacou que o momento é de trabalhar forte. Zé Ricardo não entrou em polêmica com a torcida, que protestou muito no Nilton Santos.

“Quanto menos falar nesse momento melhor. Rezamos e vou conversar com o elenco nesta sexta-feira. Não tenho que pedir mais nada ao torcedor. Eles estão sendo até pacientes diante de uma campanha muito abaixo do que esperávamos”, declarou.

O Botafogo tenta a recuperação contra o Boavista já visando a estreia na Copa Sul-Americana, na próxima semana, contra o Defensa Y Justicia-ARG, no Nilton Santos, na próxima quarta-feira.