Futebol/Mercado

Por novo camisa 10, Atlético-MG sonda Wagner e dupla sul-americana

GazetaEsportiva.net - Belo Horizonte, MG -
04/01/2015 17:26:00

Em: Atlético-MG, Campeonato Mineiro, Campeonatos Estaduais, Futebol, Futebol Internacional, Libertadores, Região Sudeste

Desde que perdeu Ronaldinho Gaúcho para o futebol mexicano, o Atlético-MG segue em busca de um dono para a camisa 10. Buscando um articulador de ofício para a disputa de mais uma Copa Libertadores da América, o presidente Daniel Nepomuceno, sucessor de Alexandre Kalil, tem procurado opções dentro e fora do Brasil. O radar alvinegro para a posição cerebral trabalha com três nomes – dois deles sul-americanos.

O primeiro atleta especulado para desembarcar em Belo Horizonte é um carrasco da torcida atleticana: o meia Sherman Cárdenas, de 25 anos. O atleta se destacou pelo Atlético Nacional-COL, vice-campeão da Copa Sul-americana e responsável por eliminar os comandados de Levir Culpi da última Libertadores. O armador se mostrou empolgado para atuar no futebol brasileiro, todavia, deixou a definição a cargo de seu empresário.

Sherman Cárdenas, carrasco da torcida atleticana, é um dos candidatos para vestir a camisa 10 do Galo
Sherman Cárdenas, carrasco da torcida atleticana, é um dos candidatos para vestir a camisa 10 do Galo – Credito: AFP
“O Atlético-MG é um clube grande, com muita história e que tem conquistado títulos importantes nos últimos anos. É um time com jogadores de muita qualidade, caso de Dátolo e Lucas Pratto. Porém, como já disse, deixo o futuro nas mãos do meu empresário”, explicou Cárdenas. O valor de tal negociação seria de, aproximadamente, 4 milhões de dólares (cerca de R$ 10,7 milhões).

Responsável por marcar o gol que rendeu o título argentino para o Racing, encerrando um jejum de 13 anos, o meia Adrian Centurión, de 21 anos, também foi sondado pelos mandatários do Galo. Porém, a permanência do clube de Avellaneda na Libertadores é um empecilho para a concretização do negócio. O empresário do jogador, Eduardo Rosetto, admitiu o interesse brasileiro, mas se mostrou pessimista quanto à possibilidade da transação.

O jovem Adrian Centurión, herói do título do Racing, deve permanecer na Argentina para jogar a Libertadores
O jovem Adrian Centurión, herói do título do Racing, deve permanecer na Argentina para jogar a Libertadores – Credito: AFP
Único nome brasileiro ventilado para a camisa 10 do Atlético-MG, Wagner, que disputou o último Campeonato Brasileiro pelo Fluminense, tem o alto salário como maior empecilho para desembarcar em Belo Horizonte. O jogador, revelado pelo América-MG, possui boa passagem pelo rival Cruzeiro.

Com a possível saída de Guilherme, o Galo teria para o posto de articulação apenas Dátolo, Maicosuel e o jovem trio formado por Dodô, Eduardo e Paulinho.