Pedrinho cita posições em que pode atuar no Atlético-MG: "Não tenho exigência"

São Paulo, SP

07/07/22 | 13:56 - 07/07/22 | 14:21

Nesta quinta-feira, Pedrinho foi apresentado como novo reforço do Atlético-MG. O jogador de 24 anos, que já atuou por Corinthians, Benfica e Shakhtar Donetsk, destacou as características de seu jogo, citou as posições em que pode contribuir e ressaltou que não tem preferência.

"É uma elenco de muita qualidade, não só técnica, mas mas também física, todos os aspectos. Hoje, o Atlético tem um leque muito grande de opções. Eu venho trabalhando bastante, posso atuar como meio-campo, onde sempre fiz a minha base, fiz muito jogos pela seleção de base. Também posso jogar de ponta, onde quer que o treinador possa me utilizar, no Shakhtar estava fazendo até um falso nove", disse o jogador, que poderá estrear pelo Galo após o dia 18 de julho, quando abre a janela de transferências para o futebol brasileiro.


"Não tenho exigência nenhuma de onde eu quero jogar, onde o professor achar que eu encaixo melhor no time, venho trabalhar firme e forte, com muita humildade, para poder atuar onde quer que o nosso treinador possa pedir para mostrar minha características, que são de dribles, passes e finalizações também", completou.

Pedrinho jogou no Corinthians entre 2017 e 2020, somando 134 jogos e 11 gols. Em seguida, no Benfica, atuou em 31 partida e anotou apenas um tento. Por fim, no Shakhtar Donetsk, entrou em campo 19 vezes e conseguiu quatro gols.

O Atlético-MG volta a campo no próximo domingo, contra o São Paulo, pela 16ª rodada do Brasileirão. O jogo será às 18 horas (de Brasília), no Mineirão.

 

Confira outros trechos da coletiva de Pedrinho:

Evolução na Europa

"Muitas vezes o futebol lá é bastante diferente do futebol daqui. O que eu acho que melhorei, muitas vezes é o posicionamento do corpo, onde a gente evolui bastante, a intensidade do jogo, a gente pensar mais rápido, tomar decisões mais rápidas, isso requer muito lá na Europa. Creio que eu evolui bastante da forma que eu sai daqui e espero colocar em prática dentro de campo a minha evolução e poder cada dia, cada jogo, evoluir para poder mostrar meu futebol e ajudar o Atlético."

Trabalho com técnico Roberto De Zerbi no Shakhtar

"De Zerbi é um grande treinador, sem dúvidas um dos melhores que eu trabalhei, pela intensidade dele sem a bola, pela qualidade que ele requer no time dele dentro de campo. Acredito que evolui bastante com ele no pouco tempo que passei com ele, na verdade foram só seis meses. Evolui bastante com a ideia de jogo dele, ele gosta que você movimente bastante, que seja intenso pós-perda. É isso que quero poder colocar em prática aqui também, não só minha qualidade, mas minha vontade sem a bola, intensidade, para poder ajudar o Atlético da melhor forma possível, seja jogando por dentro, seja por fora. Lá no Shakhtar também trabalhei de todas as maneiras, joguei por fora, por dentro, e isso fez com que evoluísse meu futebol e quero colocar em prática aqui no Atlético."

O que motivou acerto com o Galo

"O que me fez poder estar aqui foi o desejo do Rodrigo Caetano, de todos os atletas de poder contar comigo. Quando você se sente importante no elenco, onde você vê que as pessoas se importam como você para poder estar no clube, isso faz com que seu desejo aumente ainda mais. E pelo projeto apresentado, claro que isso me deixou ainda mais com desejo de estar aqui, de estar ajudando, poder conquistar todos os títulos. Acredito que isso, o desejo de eles contarem comigo que fez ainda mais eu poder estar aqui."

Deixe seu comentário